CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

ARTIGOS


VENTO
JOSÉ FAGANELLO
                 “Não se cometa ao mar, quem teme o vento” (Shakespeare-Metastásio - ato I).
                O vento, ensina os compêndios, é a deslocação do ar de uma região de alta pressão (mais fria) para uma de baixa (mais quente).
                É um fenômeno que sempre intrigou o ser humano e serviu de suporte para poetas, teatrólogos, romancistas e de curiosidade para a maioria das pessoas, desde crianças até aos anciãos.
                Quantos, ao sofrerem enorme perda,  comparam-na a um vendaval que levou tudo do melhor, no entanto se alguém consegue recuperar o que perdeu dirá: bons ventos me devolveram o que perdi: bens, alegrias, amores e paz.
                Cedo ou tarde aprenderemos que nesse encapelado oceano em que navegamos teremos ventos favoráveis e borrascas, no entanto, se tivermos firmeza no leme e destemor, venceremos as ondas, evitaremos os rochedos e, atentos para não perder um porto seguro, ficaremos a salvo e poderemos gozar de belas praias nas quais iremos descansar.
                Para os otimistas os ventos sempre sopram levando para longe os miasmas que nos rodeiam; já os pessimistas acham que ventos são portadores de destruição e de doenças vindas de outras plagas.
                De fato, há ventos terríveis, batizados com nomes aterradores: furacão, palavra de origem maia. Na mitologia dos maias, Huracan era o deus responsável pelas tempestades. Os espanhóis mantiveram Huracán e em português tornou-se Furacão. Dependendo da localização geográfica e da sua intensidade, esse fenômeno, costuma receber diversos nomes, além de furacão: tufão, ciclone, tornado e tempestade tropical.
                O furacão provoca violentíssimas tempestades que se formam, geralmente, nos mares quentes e chegam a ter 1500 quilômetros de extensão. Os ventos giram em torno do olho ou centro da tempestade, que pode alcançar 35 quilômetros de largura e, nele os ventos são mais brandos, enquanto que no restante podem chegar a 360 Km/h.
                Há ventos com nomes famosos como o Bora que assola os Balcãs durante os meses de inverno, quando as massas de alta pressão do intenso frio polar se instalam nos Alpes e provocam rápida descida do vento em direção ao mar Adriático, varrendo a Croácia, Itália, Turquia, etc.
                O Mistral, de origem ártica se precipita pelo vale do rio Reno e atinge o mar Mediterrâneo.
                Foehn é seco e quente e se origina nas encostas de grandes Cordilheiras, famoso por provocar rápido derretimento da neve. É acusado de provocar comportamentos bizarros nas pessoas. Chamado de vento das bruxas, quando sopra, diz a lenda, provoca aumento nas brigas familiares, suicídios, assassinatos e acidentes de trânsito. Há localidades que suspendem cirurgias e julgamentos quando há previsão do Foehn.
                Siroco ou simum é impressionante, pois levanta as areias quentes dos desertos Saara e Arábico, formando nuvens de areias e as precipita no mar Mediterrãneo e chega a atingir a  Grécia e o sul da Itália com velocidade de 100 Km/h, tornando as paisagens por ele atingidas com aspecto marciano.
                Os ventos são de fundamental importância na dinâmica terrestre, pois são modeladores do relevo, transportam umidade dos oceanos para os continentes e amenizam o calor, entre outros fatores.
                Bem-aventurados aqueles que habitam regiões bafejadas por brisas dia e noite. Brisa é uma deslocação de ar de fraca e moderada intensidade. Ela desloca-se próxima à superfície e afeta a atmosfera até por volta de 200 metros de altitude.
                Aqueles que habitam na faixa litorânea são privilegiados, pois o Sol aquece o continente durante o dia mais rapidamente do que as águas do mar, criando uma zona de baixa pressão no continente que atrai o ar mais fresco do mar; durante a noite a terra se esfria mais rápido do que o mar, provocando a brisa do continente para o mar.
                Castro Alves, em sua poesia Navio Negreiro, usou o vocábulo brisa em um dos mais belos trechos de seu poema: “Auriverde pendão de minha terra,/ Que a brisa do Brasil beija e balança,/ Estandarte que a luz do Sol encerra/ E as promessas divinas da esperança.../Tu que, da liberdade após a guerra,/Foste hasteado dos heróis na lança/ Antes te houvessem roto na batalha,/ Que servires a um povo de mortalha”!
                Os ventos, como vimos, são inconstantes, assim como os acontecimentos que permeiam nossas vidas. O poeta romano Ovídio afirmou que é tolice queixar-se da inconstância do vento; portanto, ao longo de nossas vidas teremos hora ventos favoráveis outras desfavoráveis; torçamos para nunca ter aquele vento que molesta o nosso ficar e ao mesmo tempo não nos deixa sair.
                Assim como os marinheiros antigos eram obrigados a confiar as velas de seus navios ao vento, nós não podemos mudar a direção de circunstanciais ventos ruins que a todos acometem, mas podemos ajustar nossas velas  para, mesmo com muita luta, conseguir manter nosso leme em direção certa para alcançar o destino planejado.
jfagao@gmail.com



ESTRELAS
Prof. José Faganello
“Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar” (Vicent Van Gogh).
                Aprendi muito cedo, ao estudar geografia, que as estrelas são imensas esferas de gases quentes, principalmente de hidrogênio e hélio.
             Existem bilhões delas, não são iguais, pois há de diferenciados tamanhos, brilhos, temperaturas e cores.
                Algumas são extremamente quentes, outras menos.
                Quando fitamos o céu numa noite estrelada vemos algumas mais brilhantes do que as outras. A mais próxima da Terra depois do Sol é a Alfa Centauro, não visível a olho nu; pode ser vista com telescópio e apenas do Hemisfério Sul. Ela está a 4,22 anos luz, aproximadamente. Um ano luz corresponde a 9,5 trilhões de quilômetros.
                É de arrepiar quando tentamos desvendar os mistérios insondáveis do espaço sideral – Galáxias, Constelações, Estrelas, Planetas, Cometas, Asteroides e Meteoros, mesmo com o Hubble, a ciência ainda tateia, mas se empenha em alcançar mais detalhadas informações.
                Um grande conjunto de Radiotelescópios instalado no deserto do Atacama (Chile), embora ainda não totalmente terminado, já está operando. Ao ser finalizado, com suas 66 antenas funcionando, terá como resolução dez vezes superior ao Hubble.
                Enquanto isso aqueles que amam apreciar a natureza, ao observarem um céu estrelado ficam embevecidos e são capazes de fazer versos e músicas, inspirados nele.
                Tinha, quando criança o hábito de ficar na janela observando as nuvens durante o dia, tentando nomear as figuras que faziam e muitas vezes à noite ficava imaginando o que haveria lá tão longe, naquelas luzes. Fui incentivado a continuar com esse hábito por essa poesia de Olavo Bilac, que merece ser relembrada, pois a maioria dos jovens a desconhece. Olavo Bilac foi autor da letra do Hino à Bandeira e um dos grandes poetas parnasianos, cujos versos eram burilados como obra de um magistral ourives das palavras e da rima.
                Eis sua poesia: Ouvir Estrelas – Ora (direis) ouvir estrelas! Certo/Perdeste o senso! E eu vos direi, no entanto, Que para ouvi-las muita vez desperto/ E abro as janelas pálido de espanto//E conversamos toda noite, enquanto/ A Via Láctea, como um pálio aberto, / Cintila. E ao vir o Sol, saudoso em pranto,/ Inda as procuro pelo céu deserto/ Direis agora: ‘Tresloucado amigo!/ Que conversas com elas? Que sentido?/ Tem o que dizes, quando estão contigo?’ E eu vos direi: ’Amai para entendê-las! Pois quem ama pode ter ouvido capaz de ouvir e entender estrelas’.
                A estrela mais importante para nós é o Sol. Ele é fundamental para todos os seres vivos, pois é fonte de luz e calor e, sem o qual seria impossível a vida como ela é. A planta pela fotossíntese, garante sua existência, sumamente necessária aos demais seres.
                A energia do Sol é responsável pelo movimento dos oceanos, formação dos ventos e pelo ciclo da água (evaporação, condensação e chuva).
                Para o ser humano ele proporciona a fixação da vitamina D necessária para termos ossos firmes.
                Chamado de Astro Rei domina o sistema planetário do qual nosso planeta faz parte e  é dele a única primordial fonte de energia que, sem dúvida ainda durará por milhões de anos. O perigo está no homem que não contente de ser o maior predador do planeta, resolveu desenvolver energias letais capazes de destruírem nosso planeta. Se amassem as estrelas, amariam seu próximo e não se preocupariam em destruir desafetos.
                As estrelas são usadas em sentido figurado para classificar algo muito especial – esse neto é a estrela da minha vida! Esse hotel é cinco estrelas!
                Brigitte Bardot, Cláudia Cardinali, Sofia Loren, Catherine Deneuve, ia me esquecendo: Elizabeth Taylor ( protagonista do filme Cleópatra), foram tidas como grandes estrelas do cinema.
                Nos esportes, começando pelo futebol, Pelé é considerado o maior jogador de todos os tempos. Há argentinos que contrapõem Maradona, sem dúvida um astro, mas de segunda grandeza.
                Na minha lista, ou seja gosto particular, me amarrei em: Leônidas da Silva (inventor da bicicleta),Djalma Santos, Ademir da Guia, Zico, Ronaldo, Romário, Rivaldo, Bebeto, Ronaldinho, Rivelino e Neymar.
                No basquete: Michel Jordan, Magic Johnson, Oscar Schimdt, Vlamir Marques, Magic Paula, Hortência e para Piracicaba, Heleninha Zilá, Maria Helena, Ubiratã, Pecente; como pai coruja não posso deixar de citar meu filho Alexandre, pivô do Clube de Campo de Piracicaba que se sagrou campeão do interior e vice-campeão do estado, perdendo por uma cesta, numa preliminar da seleção brasileira. O diretor do Basquete era o prof. Amado e o presidente do Clube o Dr. Sergio Pedroso.
                O espaço e a memória já falhando não me permitem citar outros nomes, até mesmo as magnificas estrelas das ciências, arquitetura, música, poesia, ginástica, atletismo e, quanto à política, ao menos em nosso país, o céu permanece nublado, mas não devemos perder a esperança, pois o grande filósofo grego Aristóteles nos aconselhou a jamais perder a esperança por pior que seja a situação: “No fundo de um buraco ou de um poço acontece descobrir-se estrelas”.
                Há um bom tempo não saio mais à janela como fazia antes e, ao discorrer sobre esse tema, percebi o que ando perdendo, pois, toda vez que saio na minha sacada ou na janela de meu quarto para olhar o céu estrelado, ele me faz sonhar com outros mundos, outras vidas e nesse embevecimento quantas vezes senti-me flutuar rumo ás nuvens tentando tocar aquelas maravilhosas luzes que me hipnotizavam, mas infelizmente inalcançáveis embora continuem inspiradoras e capazes de nos fazer sonhar.


SUBLIME
JOSÉ FAGANELLO
                “A beleza das coisas existe no espírito de quem as contempla” ( David Hume).

                Sublime, entre outros sinônimos, significa grandioso, extraordinário, majestoso, agradável e aquilo que inspira sentimentos nobres.
                Para Albert Einstein sublimes eram “Os ideais que iluminam o meu caminho: são a bondade, a beleza e a verdade”. Por sua vez, Machado de Assis encontrou o sublime em sua amada: “Teus olhos são meus livros./Que livros há aí melhor,/ Em que se leia/ A página do amor”?
                É a natureza que nos brinda com incontáveis coisas sublimes.
                Sua biodiversidade oferece-nos encantos em todas as escalas possíveis.
                De sua flora tive a oportunidade de deslumbrar-me, quando criança, com algumas flores cultivadas por minha avó Rosa Venturini. Em seu jardim não podia faltar a rainha das flores da qual tiraram seu nome, havia ainda girassóis, cujo comportamento curioso me intrigava, voltam-se para o Sol e ao anoitecer pendem para baixo; o Copo de Leite com o branco puro de suas pétalas, tinha o formato parecido com um copo e seu miolo em forma de espada em cor amarela, causava-me especial admiração.
                Embora todas as flores cativassem minha nona Rosa, eu achava que ela tinha especiais cuidados com os canteiros das violetas e das papoulas.
                Costumava fazer vasinhos de violetas para colocá-los dentro de casa ao abrigo da luz do Sol direta e, para plantá-las abria uma pequena cavidade com o dedo para colocar um afolha sadia, apenas coberta em parte que seria a futura matriz de vários rebentos.
                Aprendi com minha prima Lúcia, mais crescida do que eu, que se agente colocasse suas pétalas dentro de um livro, após secarem ficavam transparentes. Não abusei dessa prática, pois tinha pena de estragar tão bela flor. Aprendi, muitos anos depois que da papoula  pode ser extraído o ópio, a heroína e a morfina.
                Ao correr dos tempos fui conhecendo outras flores como o Antúrio, a Boca de Leão, Camélia, Orquídea, Tulipa etc.
                Tanto com o estudo da Geografia, assistindo documentários ou viajando, tomei conhecimento dos muitos tipos de relevo, montanhas, vales, planícies que abarcam riachos, rios, lagos, florestas, campos e cerrados, numa estonteante diversificação de flora e fauna.
                Talvez meu maior deslumbramento aconteceu quando, pela primeira vez, me deparei com o mar. Diante de tamanha grandiosidade fiquei pasmo a ponto de me impactar mais ainda do que minhas leituras já haviam feito, a ponto de anotar e até mesmo decorar trechos que considerava sublimes e dos quais vou expor alguns fragmentos.
                De Luiz de Camões: “As armas e os barões assinalados/Que da Ocidental praia Lusitana,/Passaram ainda além de Trapobana,/Em perigos e guerras esforçados/Mai do que prometia a força humana/E entre gente remota edificaram/ Novo Reino, que tanto sublimaram; (...) Cantando espalharei por toda parte/ se a tanto me ajudar o engenho e a arte”.
                Castro Alves me emocionou com suas poesias, como a que abomina a escravidão; Navio Negreiro: (...) “Auriverde pendão de minha terra/ Que a brisa do Brasil beija e balança/Estandarte que a luz do Sol encerra/E as promessas divinas da esperança.../Tu que, da liberdade após a guerra,/Foste hasteado dos heróis na lança/Antes te houvessem roto na batalha,/Que servires a um povo de mortalha!/Extingue nessa hora o brigue imundo/O trilho que Colombo abriu nas vagas,/Como íris no pélago profundo! Mas é infâmia demais!/Da etérea plaga levantai-vos heróis do Novo Mundo!/Andrada arranca este pendão dos ares!/Colombo fecha a porta de teus mares.”
                O lusitano poeta Fernando pessoa deixou-nos esses comoventes versos em sua poesia MAR PORTUGUÊS –“Ó mar de Portugal, quanto de teu sal/São lágrimas de Portugal!/por te cruzarmos, quantas mães choraram,/Quantos filhos em vão rezaram!/ Quantas noivas ficaram por casar/Para que fosses nosso, ó mar!/Valeu a pena? Tudo vale a pena/Se a alma não é pequena”.
                Encontramos o sublime numa infinidade de coisas e situações; no amor, em muitas obras de arte, na música, nas descobertas científicas, na dedicação de muitos educadores, na dança, na liberdade, ou seja cabe a cada um, dependendo de seu espírito, perceber as coisas dignas de serem chamadas de sublimes.
                Espero que nessas eleições seja eleito um significativo número de políticos que tenham em mente que “o sublime da virtude consiste no sacrifício do interesse pessoal para o próximo, sem oculta intenção”, segundo Alan Kardec.
                Finalizo com a receita para uma sublime e bucólica noitada de amor, autoria de Cassiano Ricardo: “E tão grande há de ser a nossa luta sobre o leito trançado de cipós que a noite cairá pesada e bruta, suando pingos de estrelas sobre nós”!


Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

Reunir-se é um começo, permanecer juntos é um progresso e trabalhar juntos é sucesso. (Henry Ford)

Ser profundamente amado por alguém nos dá força. Amar alguém profundamente nos dá coragem. (Lao-Tsé)

Se matamos uma pessoa somos assassinos. Se matamos milhões de homens, celebram-nos como heróis. (Charles Chaplin)
Dê a quem voce ama: asas para voar, motivos para voltar e raizes para ficar. (Dalai Lama)

"O café é o protagonista do dia quando seu cheiro é sinônimo da manhã. "

WILLIAM M. BURGER

"Não há nada que melhor defina uma pessoa do que aquilo que ela faz quando tem toda a liberdade de escolha". 

"Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar." [Friedrich Nietzsche]


MARIO QUINTANA

"O que mata um jardim não é o abondono. É esse olhar vazio de quem passa indiferente por ele". 


"Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas." VICTOR HUGO.


"Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas." CHARLES CHAPLIN .


"Cada pensamento gera uma emoção e cada emoção mobiliza um circuito hormonal que traz impacto nos cinco trilhões de células que formam um organismo".

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

NELSON MANDELA
"Ninguém nasce odiando uma pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda, por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar."

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas:  http://asfaltodashoras.blogspot.com/




"É saudável que as pessoas se cuidem, mas, passar três horas por dia numa academia é um exagero. É mais importante desenvolver o intelecto do que os músculos do bumbum." [Ivo Pitanaguy

UM POUCO DAS MÃES
UM POUCO DAS MÃES

Os homens estudam, trabalham, dirigem os seus iguais, as coletividades, os exércitos, os povos.Mas, esses cérebros que pensam,essas mãos que escrevem, esses braços que movem massas humanas, são um pouco, o sangue das mães, que vivem através dos heróis, das celebridades. Os homens lutam e vencem, na vida exterior, as dificuldades da existência, mas, as mães defendem e preparam a paz do lar. Livro: Antonio de Pádua (Sua Vida de Milagres e de Prodígios). Almerindo Martins de Castro. FEB.



Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/


Autoria Desconhecida
"Quando você abandona um cão porque já não lhe serve,seus filhos aprendem a lição.Talvez façam o mesmo quando você ficar velho". Autoria Desconhecida


Os animais são os irmãos inferiores dos homens. Eles também, como nós, vêm de longe, através de lutas incessantes e redentoras e são, igualmente, candidatos a uma posição brilhante na espiritualidade. Emmanuel


Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

"Só um sério querer, um esforço persistente podem conduzir-te à meta. A sorte jamais constitui um mero acaso. A vida à tua frente só devolve o que lhe deste, e nada, nada mais". Goethe.


NOS ESCOMBROS DAS ILUSÕES
NOS ESCOMBROS DAS ILUSÕES 
Muitos se arrojam à grande altura nos domínios da posse efêmera, abusando da terra e do metal que a vida lhes oferece, por algum tempo, e acabam caídos gritando por socorro nos escombros das próprias ilusões. Muitos são guindados às eminências da popularidade desfrutando largos valores da inteligência, tão-só para o culto à vaidade que lhes é própria, e descem à inação cerebral, vitimados, às vezes, por inibições de longo curso. Muitos se supõem acima dos semelhantes na própria virtude, engodados pela sombra que lhes enceguece a visão, desmandando-se no falso julgamento do próximo e na superestimação de si mesmos, no entanto, caem, quase sempre, de improviso, nos braços da verdade, a fim de reconhecerem as próprias deficiências. Lembra-te de que todos os recursos e situações do caminho são bênçãos de Deus, convidando-te ao trabalho por todos, no silêncio do bem. [Chico Xavier - Emmanuel

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

O PODER DA INTUIÇÃO
 O PODER DA INTUIÇÃO
 Ela é um dos mistérios mais impenetráveis da natureza humana. Mas está longe de ser uma lenda: a intuição não só existe como é essencial para a nossa vida. E as decisões motivadas por ela podem ser melhores que as mais racionais. Saiba como usar essa ferramenta do cérebro. Por Reinaldo José Lopes

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/


TUDO QUE VIVE É TEU PRÓXIMO
TUDO QUE VIVE É TEU PRÓXIMO
Longe de ser uma alternativa alimentar, o vegetarianismo faz parte das alterações urgentes que se impõe aos cidadãos da Nova Era. “A base do meu vegetarianismo não é física, mas, ética”, afirmava Gandhi. A sua filosofia da não-violência nos confronta com a incoerência que constitui pregarmos a paz enquanto destruimos vidas, desnecessariamente. C. W. Leadbeater, um dos pilares da Teosofia, descreve os efeitos energéticos desapercebidos que sobrecarregam as cidades modernas de energias de violência e depressão, com repercussões terríveis sobre os seres humanos, sobretudo crianças, e analisa as consequências, do ponto de vista oculto, da alimentação que, por desconhecimento, a humanidade ainda prefere conservar. O conteudo desta obra, Tudo Que Vive é Teu Próximo (Gandhi, Leadbeater, Ramatis e Mariléa Castro), pode ser sua via de acesso à mudança que o tornará um dos agentes da paz na Terra e um dos “mansos e pacíficos” que a terão por herança nos milênios futuros.

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/



O AMOR, INSTRUMENTO DE SUBLIMAÇÃO.
O AMOR, INSTRUMENTO DE SUBLIMAÇÃO.
O amor que sublima a alma é um misto de conformação, luta e esperança. Dá forças à criatura para resignar-se diante da adversidade. É uma energia que vem do Alto e torna o ser capaz de renunciar às próprias predileções, considerando-as secundárias em presença das realizações do Bem. Envolvido nessa vibração positiva, sentir-se-á compensado de todos os sacrifícios na busca do seu ideal de paz. [ NICANOR ] Do livro "Mensagens do grande coração".

A GRANDE RESPIRAÇÃO CÓSMICA
A GRANDE RESPIRAÇÃO CÓSMICA
“O aparecimento e o desaparecimento do Universo são descritos como expiração e inspiração do Grande Sopro, que é eterno e que, sendo Movimento, é um dos três aspectos do Absoluto...” [clique na imagem e continue lendo]

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/
PAI NOSSO (original do aramaico)
PAI NOSSO (original do aramaico)
Pai – Mãe, respiração da Vida, Fonte do som, Ação sem palavras, Criador do Cosmos! Faça sua Luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós, para que possamos torná-la útil. Ajuda-nos a seguir nosso caminho, respirando apenas o sentimento que emana do Senhor. Nosso Eu, no mesmo passo, possa estar com o Seu, para que caminhemos como Reis e Rainhas com todas as outras criaturas, que o Seu e o nosso desejo, seja um só, em toda Luz, assim como em todas as formas, em toda existência individual, assim como em todas as comunidades. Faça-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo. Não permita que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda, e nos liberte de tudo aquilo que impede nosso crescimento. Não nos deixe ser tomados pelo esquecimento de que o Senhor é o Poder e a Glória do mundo, a Canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza. Possa o Seu amor ser o solo onde crescem nossas ações. Assim seja!

O QUE É MEDICINA ANTROPOSÓFICA?
O QUE É MEDICINA ANTROPOSÓFICA?
A Medicina Antroposófica considera o ser humano além do seu aspecto corporal, valorizando também sua vida psíquica e sua individualidade: corpo, alma e espírito. Mais do que uma especialidade médica, a Medicina Antroposófica é, dessa maneira, uma ampliação da Medicina Acadêmica. Em seus princípios está a busca por uma atuação mais viva, artística e integrada, que atenda ao homem nas suas diversas dimensões, porque ele é um ser corpóreo, anímico e espiritual. [Clique no link abaixo e  saiba mais] http://www.clinicaamai.com.br/i/antroposofia.pdf 

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

CAVALEIROS TEMPLÁRIOS
A BUSCA DO GRAAL
Cavaleiros templários, rei Artur, conspirações contra Cristo, anjos caídos, extraterrestres. Faz 800 anos que a lenda do Cálice Sagrado mexe com a imaginação humana. Mas, afinal, o que se sabe de verdade sobre o Graal? Texto de: José Francisco Botelho [Clique na imagem e saiba mais]
 
Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

A REVOLUÇÃO DO CÉREBRO
A REVOLUÇÃO DO CÉREBRO
A máquina mais complexa do Universo está na sua cabeça. Agora que começamos a entender como ela funciona, descobrimos capacidades que nem imaginávamos. Saiba quais são esses superpoderes - e o que fazer para adquiri-los. (Clique na imagem). Texto Rafael Kenski


Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

BELEZA
Prof. José Faganello

“A beleza poderá ser fugaz e perecível, mas enquanto existirem olhos que a contemplem, ela será eterna para nós”. (João Pereira Coutinho)
Comecei a prestar maior atenção às coisas em relação à beleza, na minha iniciação de leitura de poesias, crônicas antigas e romances, como o trecho de Cervantes em D. Quixote, que copiei e tenho até hoje comigo: “A beleza da mulher honesta é como o fogo apartado ou a espada aguda, que nem ele queima nem ela corta a quem dele se aproxima”.
Ao estudar história fui induzido a assimilar o conceito do belo no viés greco-romano, com suas estátuas, pinturas nos vasos e harmoniosa arquitetura, não deixando de lado, é claro, os magníficos conceitos dos filósofos, poetas, oradores e cerebrais matemáticos.
Muito antes fiquei enamorado pela imagem da rainha egípcia Nefertiti e a cativante lenda sobre a rainha Semíramis.
Da Idade Média encantei-me apenas com escassos trechos do trovadorismo e as incríveis catedrais.
Já o Renascimento com seus magistrais pintores e modelos de belezas etéreas, corpos roliços, faces rosadas também me fascinaram.
Os entendidos costumam afirmar que o conceito de beleza requer definição concreta, na qual se deve levar em conta a simetria, unidade e harmonia, ou seja, acima das apreciações pessoais.
Isso admitido, ficamos numa situação embaraçosa ao acompanhar os ideais de beleza ao longo dos tempos, inclusive agora.
Os índios botocudos, por exemplo, procuravam esticar o máximo possível seus beiços; quanto maior, mais belo.
As mulheres girafas, na Ásia e na África, através de argolas, alongam o quanto possível seus pescoços, lá ideal de beleza feminina.
As mulheres chinesas eram submetidas à dolorosa tortura de impedir o crescimento de seus pés; quanto menores, embora deformados, mais belos.
Atualmente, como explicar o uso e abuso de piercing e tatuagens? E, o que dizer da esqualidez das modelos que desfilam nas atuais passarelas da moda, como cabides, tal a magreza e palidez que ostentam?
A filosofia coloca-nos que a beleza está ligada à verdade e, por extensão, ao que é bom e justo.
Quando nascemos herdamos as características de nossos corpos, sempre belos para nossos pais, mas, belo ou feio, não nos cabe a culpa.
No entanto, quantos feios, pelo meu conceito, conheci que, ao conviver com eles, se me tornaram admiráveis pela cultura, simpatia, companheirismo e caráter. Ao mesmo tempo convivi com outras pessoas que inicialmente as achava belas, mas, logo depois podia dizer como Fedro em sua fábula, na qual a raposa, ao contemplar uma mascara de teatro exclamou: “Ó quanta formosura... mas não tem cérebro”.
Aos que se acham belos, Ovídio, em Arte de Amar, alertou: “A beleza é um bem frágil”; aos que se acham feios Ruskin, em As Pedras de Veneza, consolou: “Lembra-te de que as coisas mais belas do mundo são as mais inúteis; por exemplo, pavões e lírios”.
Os conceitos de beleza mudaram ao longo dos tempos, dos lugares e dos povos.
Isso pode ser dito a respeito das pessoas, da música, da arquitetura, enfim, de tudo o que nos rodeia, mas concordo com Mário Quintana que em seu “Espelho Mágico” falou: “Do Belo”: nada no mundo é, por si mesmo, feio. / Inda a mais vil mulher, inda o mais triste poema, / Palpita sempre neles o divino anseio. / Da beleza suprema.
A tecnologia nos permite cuidar melhor de nossa aparência, quer com roupas e adereços, como dando-nos a possibilidade de envelhecer com saúde, aumentar nossa cultura, corrigir defeitos genéticos e, há aqueles que partem para soluções mais radicais: cirurgia plástica, próteses; o uso de silicone, de botox ou malhar em academias.
Os meus avôs diziam – Beleza não se põe na mesa, ou seja, aconselhavam os netos a buscarem não apenas a beleza exterior, mas o caráter daquele que escolheriam para se casar e, que preferencialmente pudessem colocar o pão na mesa; diziam ainda que a beleza desperta cobiça mais rápido do que o ouro.
É bom estar atento e relembrar que ela deve ser sempre associada ao verdadeiro, ao bom e ao justo.
jfagao@gmail.com

Não importa a forma dada à argila moldada; a realidade do objeto permanece sendo argila, seu nome e sua forma sendo apenas aparências transitórias. Assim também todas as coisas, tendo se originado do Uno Supremo, são por isso o Supremo em sua natureza essencial .Desde o mais elevado ao mais inferior, do mais vasto ao mais diminuto, os infinitos fenômenos do universo são o Uno, revestido pelo nome e pela forma. Sri Sankaracharya (Expoente da tradição védica).

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

O COMANDO QUÂNTICO - O COLAPSO DAS PROBABILIDADES
A Mecânica Quântica fala do mundo subatômico. Cria modelos para tentar explicar como as coisas funcionam por lá. E não é fácil, sabia? Quando se desce ao nível quântico, boa parte das leis que regem nosso mundo não funciona.  Fonte: http://www.jornalternativonline.com.br/

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/


BUSCA CIENTÍFICA
“A mais bela e profunda emoção que podemos experimentar é a sensação de mistério. É dela que emana toda ciência verdadeira. O indivíduo que não sente mais essa emoção, que perdeu a capacidade de deixar-se arrebatar de espanto, está praticamente morto. Saber que realmente existe aquilo que para nós é impenetrável, manifestando-se como a mais elevada sabedoria e a mais radiante beleza, que nossas limitadas faculdades só podem compreender em suas formas mais primitivas; este conhecimento, este sentimento, está no cerne da verdadeira religiosidade. A experiência religiosa cósmica é a mais poderosa e nobre força propulsora da pesquisa científica.” ALBERT EINSTEIN

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/
 
SACRIFÍCIOS
Prof. José Faganello 
Em nossa cidade, Piracicaba-SP, no momento, discute-se o sacrifício cruento de animais em cultos religiosos. Após séculos de depredações da natureza, inicia-se uma conscientização de que é necessário preservar a natureza ou deixaremos para nossos descendentes um ambiente degradado e inóspito. Há alguns itens fundamentais a serem priorizados: a água; o ar; as florestas e os animais. Quanto a esse último, no artigo 32 da Lei Federal 9.605/98 está: “É considerado crime praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, doméstico ou domesticado, nativos e exóticos. Pena – detenção de 3 meses a 1 ano e multa. Parágrafo 1°: incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos. Paragrafo 2°: “a pena é aumentada de um terço a um sexto se ocorrer a morte do animal”. Não há necessidade da discussão atual. A desculpa de que é uma tradição concede-nos supor que nossos índios possam ainda praticar seu ritual religioso do canibalismo. Não é concebível que uma divindade se compraza com esses rituais e, há outras oferendas que podem substituir esses atos de extrema crueldade. Tentar salvar o mundo com guerras é absurdo e pretender salvar a própria alma com matanças de animais é o mesmo que lavar o pecado com sangue, ou seja, sujar-se mais ainda. Prof. José Faganello - jfagao@gmail.com

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

SOMOS LUZ
Cada ser humano é uma estrela, tem luz própria e brilho particular. Integrando essa infinita força que advém do cosmo e que em nós se revela, brilhando sempre mais, podemos iluminar quem dessa luz precise. Se um dia, a partir de uma gigantesca explosão, gerou-se o Universo e a própria vida, como negar que somos parte integrante dessa força universal, que nos dá o direito de sentir a vida em sua plenitude, em toda sua grandeza e perfeição? - Nuno Cobra

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

DEUS
Deus é o mais antigo de todos os seres, pois, Ele não teve começo; o mundo é a mais bela de todas as coisas,porque é obra de Deus; o espaço é a maior de todas as coisas, porque contém todas as coisas; o intelecto é o que há de mais rápido, pois, atravessa todas as coisas; a necessidade é o que há de mais forte, porque rege todas as coisas; o tempo é o que há de mais sábio, porque tudo descobre. Tales-546 a.C.

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/

ÁGUA
Espiritualmente falando, a água representa a essência divina do poder criativo de Deus, pois, a água foi a primeira manifestação produzida e, através dela , os seres vivos passaram a existir. Todas as formas de água – orvalho, chuva, águas de fontes ou de rios – possuem um magnetismo cósmico e espiritual. A água do mar é especialmente magnética e benéfica para os que nela se banham. Lavar as mãos, o rosto e a testa com água fria, pela manhã e à noite, além de beber água bem fresca durante o dia, melhorará a saúde. Amorc

Clique no link para voltar ao Asfalto das horas: http://asfaltodashoras.blogspot.com/