CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

23 de abril de 2016

PERPLEXIDADE


Há um desapontamento sem nome
escancarado nos meus olhos
e um grito sem amanhã
a violentar minha paz interior.
Nada faz sentido hoje
para este coração de aço
insistente
teimoso
sem-vergonha
que circula em marcha lenta
dentro de todo poema que faço!

2012
Shirley Brunelli Crestana



16 de abril de 2016

ENTRE ASPAS


Arrasto para o jardim
a velha cadeira de vime
de onde posso ver
 a cara feia do silêncio
e a meiguice das estrelas.
Sem você nesta noite de sábado
sinto que meu olhar não tem viço
e meu coração não tem alegria.
Sou um átomo pensante
insignificante partícula
de uma sociedade patológica
em busca de soluções e de verdades.
Um pensamento distraído
 busca a luz da lua
quando repentinamente
a solidão e a ansiedade
fogem para longe.
Meu corpo se agita
com a cantoria dos jovens
o chão treme
  com o alto volume do som
na chácara ao lado.
Sorrindo contagio-me
com a música popular e alegre
que diz assim:
"Não me interessa se ela é coroa
panela velha é que faz comida boa...
Não me interessa se ela é coroa
panela velha é que faz comida boa..."

Shirley Brunelli Crestana

9 de abril de 2016

UMA NOITE ASSIM


Gosto do cheiro peculiar da noite
estendido sobre a terra úmida.
Meu olhar de água mansa
perde-se nas regiões inóspitas
do infinito sideral
onde os astros cultivam
o encanto comovente das estrelas.
Minha cabeça inclina-se 
de perplexidade e pesar
quando um bêbado insensato
ao degradar seu corpo e seu espírito
sem nenhum controle de si mesmo
passa cambaleando e vai embora.
De minha boca calada e seca
nasce suave prece
enquanto o meu ser aguarda
a chegada terna e munificente da aurora...


Shirley Brunelli Crestana