CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

28 de março de 2015

A SOLUÇÃO


Corajosa percorro
no campo denso da matéria
os descaminhos da solidão
onde pássaros noturnos
bicam migalhas da minha dor.
Escondo o meu fardo
da imponência mística das estrelas
e minha mente atravessa o Cosmos
como meteoro desenfreado
ao constatar que o meu viver
não tem cura sem amor.
Sufoca-me
o dedo em riste do tempo
 cansada estou de ser eremita
preciso de apoio
de um ombro amigo
e ninguém se habilita...


Shirley Brunelli Crestana

14 de março de 2015

ANSIOSAMENTE


Não há nenhum som na minha rua
e na luz tênue do interior da casa
os móveis ainda adormecidos não ouvem
as batidas do tempo no relógio de pêndulo.
Lá adiante na rodovia
a seiscentos metros da  sonolência dos meus olhos
cresce o movimento de caminhões e carros
transportando cargas e solidão.
Abro a porta
avidamente inspiro a energia positiva do sol
e depois
 caminho descalça na grama orvalhada
para receber a polaridade negativa da terra.
Isso traz alento para minha alma transviada
que hoje despertou
com gosto de canto do rouxinol na boca.
Bocejando
invento um sorriso 
acendo minha lâmpada interior
  vou fazer um cafezinho
pra esperar o meu amor.


Shirley Brunelli Crestana

7 de março de 2015

LIBERTAÇÃO


Com a mente exausta
de senhas e de sonhos
percorro os escaninhos do tempo
e enveneno-me com o sangue das manhãs.
Engulo os minutos que escorrem lentos
transmutando com fogo imaginário
os deslizes do espírito
enclausurado na carne viva da existência.
Sei que morrerei enfeitiçada pela saudade
numa hora qualquer de um dia singular.
Quando o momento chegar
lembrarei
da rosa vermelha que me deste
e no derradeiro instante
com a visão interior
vê-la-ei deslizar
na luz incrédula do teu olhar.


Shirley Brunelli Crestana