CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

14 de novembro de 2015

NADA SOU


Os caminhos são incertos
os dias imaturos
o tempo não existe.
Como fantoche
comandado pelo ego
caminho com passos inseguros
pelas areias movediças da vida.
Eu queria entender
o movimento instintivo dos átomos
a estrutura das estrelas
o metabolismo do Universo.
Preciso alcançar o Nirvana
mas
sem você
não tenho paz
nada sei
nada sou
nada posso.



Shirley Brunelli Crestana

34 COMENTE AQUI:

Elisabete disse...

Olá Shirley.
Parabéns pelo poema. Bem precisamos alcançar o Nirvana.
Bjs

Mariangela do Lago Vieira disse...

E nesta incerteza, nesta falta... Perdemos o rumo mesmo!
Maravilha de inspiração amiga.
Beijos, lindo dia!
Mariangela

Cidália Ferreira disse...

Poema maravilhoso, como já nos habituou.


Beijo e um sábado feliz.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

ReltiH disse...

SIEMPRE TU INSPIRACIÓN UNA LUZ.
ABRAZOS

José Carlos Sant Anna disse...

É o que desejamos: alcançar o nirvana. Embora alguma coisa me diga que você já alcançou um alto grau de evolução. É o poema já revela o grau de consciência.

Forte abraço, Shirley!

Tetê disse...

Shirley, obrigada pela visita em meu blog. Seus poemas são belíssimos, você escreve com a alma! Bjks e bom final de semana! Tetê

Laura Santos disse...

A vida é um palco instável, no qual a nossa personagem não parece ter por vezes a consistência desejada. Um roteiro no qual o caminho ao encontro do outro é tão difícil de descobrir. Como se a peça nunca tivesse que ter um final feliz.
Tua poesia é belíssima, querida Shirley.
xx

Fábio Murilo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Sader Filho disse...

A gente procura, procura, mas se não estiver com mão segura, nada feito, Shirley.
Beijos

Fábio Murilo disse...

Muito bom, Shirley. Pois é, fale quem quiser, mas a sensação que o amor, uma paixão fulminante nos dá, de nos levar, nos elevar num instante ao tal nirvana, a estratosfera, não ser Redbul, mas, nos dar asas, um bem estar inconfundível, nos levar ao paraíso, nos economizar muitos anos de terapia, yoga, meditação, Rivotril... Só o estar apaixonado nos dá. Fato! Tenho dito! Assino embaixo! rs.

lua singular disse...

Oi Shirley
Nesse estado eu que está que tal umas férias euma viagem de navio?
Hum!
Beijos
Lua Singular

TEMAS LIVRES disse...

"Tu és". "Cadê o espelho?"

Célia Rangel disse...

Vejo que quando chegamos a essa conclusão da nossa pequenez humana é que crescemos interiormente e, anunciamos nossa emancipação! Isso é muito bom e significativo.
Abraço.

Daniel Costa disse...

Shirley, o bonito poema nos conduz a uma esfera vivencial amadurecida.
Beijos

Marina Fligueira disse...

¡Hola Shirley!!!

Nos dejas un precioso poema y como siempre hago de tus letras mi costumbre, a veces llevan un pizco de melancolía, mas a mí me gusta más todavía.
La vida es una lucha y vamos dando pasos inciertos es verdad: e inmaduros... Por los senderos del tiempo qué se pasa en un suspiro.
Tu poema es una reflexión qué invita a pensar, para no pisar esas arenas movilizas de la vida; y que no es precisamente, un cielo de estrellas.

Siempre es un inmenso placer pasearme por tus letras, Poeta Grande.
Te dejo un abrazo junto a mi gratitud y mi estima.
Se muy muy feliz.

Ane disse...

Oi Shirley!Hum...Talvez seja preciso mais segurança,mais autoconfiança...depender tanto de outra pessoa não é bom pra ninguém,eu acho...Um abraço Shirley!

Vieira Calado disse...

Queria conhecer os segredos da vida?
Não queria mais nada!...
Segredo é segredo.
Até ao fim, assim o será!

Beijinho para si!

Guaraciaba Perides disse...

Oi, shirley, a única condição de se alcançar o nirvana é amar, seja uma pessoa, uma causa, a humanidade, ou Deus. mas amar de verdade , ou seja, incondicionalmente. por isso é tão difícil , para nós, seres ainda imperfeitos. e também por isso , a sensação de falta que nos faz.
Um abraço

O Árabe disse...

... e entretanto, Shirley, sempre seremos vivos, enquanto o Amor estiver em nós! Belo poema, boa semana.

José Carlos Sant Anna disse...

Voltei para dizer-lhe que o Nirvana se corporifica dentro de ti, Shirley!
Como se não existisse, mas eu sei que ele está dentro de ti!

Forte abraço,

heretico disse...

o poeta busca sempre um "pouco mais de azul..."

beijo

Vera Lúcia disse...



Olá queridoka,

Para se alcançar o Nirvana é preciso uma mente imperturbável, o que a ausência dele não permite. Coisas do amor, que não nos deixa desligar da matéria-rs.

Penso que é 'mole' para você alcançar o Nirvana.

Beijão, amiga.

Pedro Luso disse...

A poeta está com a razão: pouco podemos sozinhos.
Tanto o espaço sideral como os intermináveis caminhos serão o consolo dos poetas. É o que sobrará.
Abraços.

ONG ALERTA disse...

Ninguém faz nada sozinho, bjbj Lisette.

Élys disse...

Um momento de desesperança numa bela poesia. Porém você sabe que pode e tem condições para alcançar o Nirvana.
Um abraço.

Graça Pires disse...

A incerteza e fragilidade dos caminhos que trilhamos num belo poema.
Um beijo.

Jaime Portela disse...

Podemos ter tudo, mas se nos falta o essencial a vida já não é a mesma coisa...
Mais um excelente poema (a sua inspiração é mesmo inesgotável...).
Continuação de boa semana, querida amiga Shirley.
Um abraço.

lia disse...

Oi Shirlei que belo agrupamento das letras, em uma sensibilidade que é bem característica tua.
Gostei muito.
Boa quinta-feira.
Abraço carinhoso.

Marina Fligueira disse...

¡Hola Shirley!
Paso a desearte un feliz fin de semana, y mi gratitud inmensa.

Un abrazo y se muy muy feliz.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia,Shirley.
A incerteza do caminho em versos nada mais é do que algo mutável, assim como o sentimento de inércia quando amamos e não somos correspondidos.
Tudo é uma fase que certamente passará!
A paz fará parte do caminhar, questão de se harmonizar no tempo certo!
Muito bom o seu poema!
Tenha um excelente fim de semana.
Beijos na alma.


http://divasdapoesianaturalmente.blogspot.com.br/

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/

ruma disse...

Olá. Seu senso criativo é graciosa.
Obrigado por visitar sempre.

Cumprimentos de Japão. ruma

Ghost e Bindi disse...

Quando debruçamos o olhar sobre nós mesmos, observando sem julgar, e vemos os mecanismos que nossa mente usa para sobrepujar o espírito, entendemos o orai e vigiai do Cristo...Ele, que soube ser Uno com o Pai por silenciar o ego e deixar falar o espírito. E o vento de Deus através dEle soprou.
Um feliz final de semana, querida Shirley!
Abraço
Bíndi e Ghost

Salete disse...

É mesmo impossível, Shirley. Quem ama quer ser amado.

Beijinho.

Manuel disse...

A veces es muy importante descubrir por nosotros mismos, que nos deparan esos caminos inciertos de la vida; aunque el corazón nos dicte otra cosa.
Muy bonito.
Besos.