CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

26 de setembro de 2015

SIMPLESMENTE


Apática
paro no meio da tarde
enxugando 
com pensamentos desconexos
os poros suados do tempo.
Um menino volta de onde não foi
e mulheres passam carregando
suas sacolas e seus pesares.
Na esquina
um guarda de trânsito se esmera
para no fim do mês garantir o pão
e mais uma vez o semáforo abre...
Para onde vão tantos carros?...
Um sabiá canta
uma folha cai
eu olho...




Shirley Brunelli Crestana

42 COMENTE AQUI:

APENAS PALAVRAS disse...

Muito lindo os dizeres, os quais refletem perfeitamente o término ou o inciar de um dia carregado...
Te desejo um ótimo final de semama.... bj

✿ chica disse...

Linda observação da vida que passa ao lado! bjs, chica

Gert Jan Hermus disse...

Very nice! You did a great job again. ;-)

Greetings from the Netherlands!

Gert Jan
www.gertjanhermus.nl

Dorli Ramos disse...

Amiga Shirlley
Quem sou eu para comentar seu blog; você é demais em tudo que escreve
Beijos
minicontista

Débora Teixeira. disse...

Lindas palavras sobre a vida!
Um ótimo fim de semana,com muita paz.
Beijos.

Cidália Ferreira disse...

Uma observação que cheira a Outono! Adorei

Bom sábado, beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

José Carlos Sant Anna disse...

Embora sumido (prefiro mais silencioso, risos), nunca deixei de passear pela tua casa. Porque silencioso, você não ouvia os meus passos, nem sequer sentia a minha respiração (risos)!
Esse cotidiano tão bem apreendido numa linguagem tão simples é tudo o que pede a a boa poesia: delicadeza. E o teu olhar e a tua sensibilidades sabem apreendê-la.
Forte abraço, Shirley!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

deixei este comentário no post seguinte

ReltiH disse...

EXCELENTÍSIMO MENSAJE!!
ABRAZOS

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Círculo vicioso talvez. Às vezes ficamos assim, com sensação de monotonia, ou talvez de reflexão.

Maria Teresa Valente disse...

É, Shirley,
é assim que a vida passa,
para quem nada sente,
são apenas imagens,
sem sentimentos!
Bela observação,
cadê a vida?
Obrigada,
abraços carinhosos
Maria Teresa

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Esse é o dia a dia bem corrido,que muitos não veem o passar do tempo.
Muito lindo Shirley.

Bjs,obrigada pela visita e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Shirley...quem tem olhos que veja e quem tem alma que sinta...assim passamos a vida e em cada ser um pensamento. A vida humana é fantástica ! Linda reflexão poética...bem sensível . Parabéns!
Um abraço, Paz Profunda!

Ane disse...

Oi Shirley!Aparentemente um dia de semana,coisas comuns acontecendo e a gente fica se perguntando qual o sentido da vida...Um beijão!

Laura Santos disse...

Tudo vemos, tudo sentimos, no entanto, tudo nos passa "ao lado". Nós temos também de seguir. Somos todos sobreviventes, de uma forma ou de outra.
Belo poema! Despretensioso.
xx

Tais Luso disse...

E as coisas simplesmente seguem acontecendo até o dia que se cansam...
E tudo para de vez!
Belo. Beijos, Shirley!

Célia Rangel disse...

É a rotina da vida... de quem faz acontecer... não espera! Age!
Abraço.

Elisabete disse...

É realmente o que vejo na rua ao longo do meu dia a dia.
Bjs

Jaime Portela disse...

Um magnífico "retrato" poético do quotidiano.
Gostei imenso, como sempre.
Shirley, tenha um bom domingo e uma boa semana.
Abraço.

BETONICOU disse...

Observar o cotidiano às vezes nos traz experiencias novas, e aguça nossos sentidos... Beijos e ótima semana !

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Shirley.
E nessa apatia em que vive-se vamos observando uma coisa ou outra, nós mesmos e as situações quenos cercam.
Enfim, tudo é passageiro e ao mesmo tempo indefinível
O que será quando o "semáforo" abrir?
Não sabemos, querida, não mesmo.
Parabéns.
Linda semana de paz.
Beijos na alma.

Fazemos, Zilda Oliveira e eu, um convite para seguirem o nosso blog de poesia.
Ele foi criado em parceria e esperamos que gostem dessa nossa proposta.
A presença de cada um é extremamente importante para nós, será a nossa forma de incentivo a prosseguirmos.

http://divasdapoesianaturalmente.blogspot.com.br/

Lourdinha Vilela disse...

Adoro observar no cotidiano detalhes muitas vezes despercebidos . Linda inspiração Shirley. "Mulheres passam carregando suas sacolas e seus pesares"
LINDO DEMAIS. Bjs.

Arione Torres disse...

Oi querida amiga Shirley, amei a mensagem!!
Vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

heretico disse...

assim os dias - em seu colorido matizado...

beijo

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net afim de encontrar novos amigos e divulgar o meu blog, me deparei com o seu que muito admiro e lhe dou os parabéns, pois é daqueles blogs que gostaria que fizesse parte de meus amigos virtuais.
Pois se desejar visite o Peregrino E Servo. Leia alguma coisa e se gostar siga, Saiba porém que sempre vou retribuir seguindo também o seu blog.
Minhas cordiais saudações, e um obrigado.
António Batalha.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi Shirley, bom dia!
Que verdadeiras palavras!
Quantas pessoas neste vai e vem, e muitas sem saber pra onde vão,
E nem o que buscar.
E assim a vida passando...
Lindo demais querida amiga.
Beijos de uma abençoada semana!
Mariangela

Arione Torres disse...

Oi minha querida amiga!!
Passando para dizer que tem presente para você no meu blog! Vá lá e pegue o seu!
http://arionetorres.blogspot.com.br/2015/09/lindo-pensamento.html#comment-form
Beijos e tenha uma excelente semana, fique com Deus!!
Arione

O Árabe disse...

Dá o que pensar, não é, Shirley? Essa apatia que às vezes nos envolve, diante da vida... ainda bem que passa, sempre! Belo texto, boa semana.

Rosangela Ribeiro disse...

Olá Shirley, obrigada pela visita, vim conhecer e ja estou seguindo seu blog, adoro poemas ,pensamentos,devaneios, porém não sei botar em linhas, montei um filminho na minha mente enquanto lia seu poema, Parabens pelo blog. Beijos

Élys disse...

Momentos...A vida passa e e com ela o tempo se vai. Observamos...
Um abraço.

As Mulheres 4estacoes disse...

A rotina de dias, que passam por vezes, despercebidos.
Abraço

Emília Pinto disse...

Tantos meninos a " voltarem de onde não foram " muitos em busca de um simples pão para a boca. Mulheres sofridas carregam sacolas de quase nada, depois de um dia de trabalho farto. E carros passam, enchem as ruas, buzinando sem paciência depois de um árduo dia. Mas estes...com certeza encontrarão um lar acolhedor, mesa farta, cama macia, embora uns tantos não encontrem o amor. E nesta correria, imunes a tudo isso um " sabiá canta, uma folha cai " e nós indiferentes, apáticos, impotentes, simplesmente olhamos. Sentimo-nos impotentes muitas vezes perante a nossa realidade e perante a dos outros muito mais desfavorecidos do que nós, mas será que não poderíamos fazer alguma coisa, pelo menos por aquele menino que " volta de onde não foi"?
Lindo, amiga! Há muito a refletir nestas tuas palavras.. Beijinhos
Emília

Jorge Sader Filho disse...

"Simplesmente", Shirley... Basta sentir, olhar!
Beijos

Reflexos e Sinais da Alma disse...

Um instante captado em seu redor no meio do transito dos seus Pensamentos ...
Um Abraço
Luis de Sousa

Fábio Murilo disse...

Gosto de poemas assim engajados, cotidianos. Essa falta do que fazer, essa desanimo, essa apatia... A rotina que nos sufoca, a falta de... Essa mesmice de sempre. É preciso fazer algo... Reagir, inventar de alguma forma. Belo poema, Shirley, bem atual. Bem urbano.

Dorli Ramos disse...

Oi Shirley
Saudade
Beijos no coração
minicontista

Graça Pires disse...

A vida a passar diante do olhar de quem sabe ver. Um belo poema.
Beijo.

Evandro L. Mezadri disse...

As vezes passamos e nem notamos os acontecimentos simples ao nosso redor.
Bela observação aos fatos do cotidiano, com uma delicadeza peculiar as suas obras.
Grande abraço e sucesso!

Nádia Santos disse...

As vezes ficamos assim... só observando. rsrsr
Gostei demais. Bjusss querida.

Vera Lúcia disse...


Olá queridoka,

Tão comum esta apatia momentânea, que aguça pensamentos desconexos e nos faz deter o olhar em outros movimentos da vida, que nos distraem e nos mergulham em devaneios. Lindo mesmo é , entre todo o ruído do pensamento, 'enxergar' o sabiá que canta e a folha que cai.

Uma inspiração ímpar, que lhe proporcionou um belo poema.

Beijão.

José Carlos Sant Anna disse...

Aproveitei o semáforo aberto para deixar-lhe um beijo, Shirley.

José Carlos Sant Anna disse...

O homem que diz vou não vai porque quem vai mesmo não diz... risos.
Beijos