CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

25 de julho de 2015

DEZ HORAS


O silêncio preguiçoso da manhã
acaricia-me o corpo estendido na grama
debaixo do céu infinitamente azul.
As folhas do açaí entoam um mantra
sob a batuta do vento morno.
Os minutos somem na rua deserta
cães latem na vizinhança
sem necessidade de estratagema...
De repente distraio-me
com algumas apressadas formigas
que andam sem rumo no rascunho deste poema...



Shirley Brunelli Crestana

2012

33 COMENTE AQUI:

Elisabete disse...

Emana do seu poema uma tranquilidade...
Bom fim de semana

Cidália Ferreira disse...

Lindo e muito suave, tranquilo também

Bom fim de semana.

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

BETONICOU disse...

Oi poetisa ! No final as formigas se encontraram e deram vida a esse suave texto... Deixo um grande abraço , beijos ! Ótimo fim de semana !

Ingrid disse...

relaxar é preciso..
Tenha um lindo final de semana!
Beijo.

Maria Teresa Valente disse...

Lindo Shirley, seu poema emana paz,
paz de quem está, muito bem consigo
mesma.
Que seu final de semana seja feliz e
abençoado, abraços carinhosos
Maria Teresa

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Deitada na relva compondo belas linhas... e "as formigas só trabalham porque não sabem cantar"... nem escrever... mas elas também são necessárias. Parabéns.

ReltiH disse...

MUY BONITAS IMÁGENES LAS DE TU POEMA.
ABRAZOS

manuela barroso disse...

E o simples tornou-se infinitamente belo.
Até as formigas rezaram poema!
beijinhos Shirley

ONG ALERTA disse...

Muito lindo beijo Lisette.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Shirleylindamiga

Extraordinária! Desenhas no espaço como se fosse fácil - mas não é. Adoro os teus versos e muito mais.

Qjs do alfacinha

Há quanto tempo não vais à TRAVESSA? Zangaste-te comigo ou a TRAVESSA?

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que lindo momento de paz e inspiração amiga!
Tudo de bom pra você, e uma linda noite!
Beijos,
Mariangela

Guaraciaba Perides disse...

Um lindo momento de paz na natureza integrada à alma atenta...
um abraço

Manuel disse...

Muy lindo poema, y mi enhorabuena por esos premios, que merecidos los tienes.
Un abrazo.

✿ chica disse...

Que paz!! Lindo!! bjs praianos, tuudo de bom,chica

Reflexos e Sinais da Alma disse...

Olá Shirley ,

Excelente Poema , dentro da observação e dos registo sensoriais envolventes :)
Um Abraço
Luis Sousa

Magia da Inês disse...


Uma manhã perfeita para a poetiza!...

Boa semana!!!
Beijinhos.ჱه° ·.
❤˚° ·.

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Uma maravilhosa semana. Bela criação poética...

Fábio Murilo disse...

Há poesia em tudo, de tudo se faz poesia. Basta acariciar a superfície dos segundos, ter os olhos treinados na sensibilidade. Tudo contem poesia do grão de areia a mais longínqua estrela. Ótima, inspiração a flor da pele, Shiley. Beijos!

Toninho disse...

Momento de pura entrega ao mais lindo ato da criação poética.
Estar leve em sintonia com todos os movimentos que nos cercam.
Lindo demais Shirley.
Linda semana amiga e saudades daqui.
Meu carinhoso abraço.
Bjs de paz.

Dorli Ramos disse...

Lindo Shirley
Minha eterna poetisa
Beijos
Dorli Ramos

Emília Pinto disse...

As formigas labutam o tempo todo, mas não poderiam faltar a este descanso. Também elas precisam dele e como resistir a tão bela paisagem? Pararam, e ajudaram , como puderam, a alinhar as palavras num belo poema. Fizeram um belíssimo trabalho, tu e elas, Shirley. Parabéns! Um beijinho
Emília

Zilani Célia disse...

OI SHIRLEY!
CONTAGIOU, DEU VONTADE DE CURTIR TAMBÉM, ESTA PREGUIÇOSA MANHÃ.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

heretico disse...

perfeita, tão perfeita manhã...

... que até parece faltar uma brisa leve
a despentear os cabelos!

beijo

tesco disse...

BELEZA

Bonito e alegre dia
Num começo de verão
Envolvendo em sua luz
Meu sofrido coração

No verde e tranqüilo prado
Sob o sol em seu fulgor
Corre o destino do mundo
Numa página de cor

Nas águas frescas do rio
É preciso que a corrente
Me leve até teu remanso
Pra ver a beleza em frente

Quadro de rara beleza
Nutrindo-nos os ideais
Festival da Natureza
De épocas estivais

Tens ideia da doçura
Que me inocula na alma
Toda essa fase calma
De incessante procura?

Sonho terno lindo e leve
Poesia que não se lê
Poesia que só se vê
Poesia que não se escreve

Kisojn.

TEMAS LIVRES disse...

Então, as formigas das 10h00 vieram conhecer a inspiração poética...

Lindalva disse...

Fechei os olhos e senti a brisa passar e as palhas do coqueiro balançar. Boa noite Shirley. Mais uma vez o Ostra da Poesia abriu suas portas para o Pena de Ouro e estamos em sua 10ª edição em sua semifinal, queria contar com tua participação votando em uma das semifinalistas, a que tocar teu coração. A votação vai até o dia 2 de agosto, te espero lá ok? Beijos no coração ♥

http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/

Jaime Portela disse...

Gostei imenso do seu poema, nomeadamente da suavidade e do bom humor.
Mais um excelente poema.
Shirley, tenha um bom resto de semana.
Beijinhos.

Ricardo disse...

Lindo, como você, Shirley!

Vera Lúcia disse...


Olá queridoka,

O poema é lindo, claro, mas vale registrar a maneira diferenciada com que você finaliza muitos dos seus poemas, o que os tornam peculiares e com sua marca registrada.
Estas tais formiguinhas vivem andando sem rumo em certos momentos de nossa e causando perturbação, mesmo quando se está num cenário tão delicioso quanto o descrito no poema.

Amei.

Beijão.

Vera Lúcia disse...


Ops: ... "em certos momentos de nossa vida....".

Beijo.

Tais Luso disse...

Achei tudo dentro do "padrão qualidade Shirley", mas amei aquelas formigas criativas...
Grande beijo!

Graça Pires disse...

Um belo poema! A serenidade das palavras e dos gestos...
Um beijo.

Lourdinha Vilela disse...

Com certeza as manhãs agradecem na visão de seu belo poema. bjs.