CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

28 de fevereiro de 2015

ALÌVIO


Pensamentos dançam lá fora
e se envolvem
com as sombras das árvores
deixando para mim
a difícil tarefa
de gerenciar essa gaveta
prenhe de rascunhos
de palavras órfãs
desprovidas de beleza.
Preciso de um milagre
de um evento cósmico
ou de um amor
que me inspire uma poesia
 e que hoje me ajude
afugentar essa preguiça 
entalhada no meu olhar
nesse tempo que parece
andar para trás...
De repente
a iluminação acontece
um insight enche-me de alegria
consigo terminar este poema
e plenamente aliviada
já posso lamber a minha cria...


Shirley Brunelli Crestana

45 COMENTE AQUI:

✿ chica disse...

Muito lindo e esse insight chegou e preencheu teu dia de poesia! Lindo! bjs, chica

tesco disse...


Com pensamentos lá fora
Difícil cuidar de dentro
Coração quase devora
Os restos de sentimento

A memória não ajuda
Só lembra de coisas vãs
Parece que nada muda
Como todas as manhãs

Amor é cósmico evento
E efetua o milagre
Entra na vida qual vento
Se acha quem o consagre

E então tudo resulta
A pressão se alivia
Quando cá fora se ausculta
Batimentos da poesia.

Kisoj

Dorli disse...

Oi querida,
E que bela cria.
Adorei o poema
Beijos
Lua Singular

José Carlos Sant Anna disse...

A criação é sempre essa lâmpada que antes de acender-se cerca de silêncio e depois é o êxtase; a palavra se fazendo verbo.

Beijos, Shirley!
P. S.: Faça de conta que sou o teu Freud... (rs)

Cidália Ferreira disse...

Fantástico o seu poema!
parabéns

Bom sábado, beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Arnaldo Leles disse...

eu te entendo.

SOL da Esteva disse...

Os pensamentos vêm e vão; as palavras misturan-se na confusão. O resultado é um ordenamento que as cooloca em verso.
Lindo.


Beijo


SOL

gota de vidro disse...


Momentos há em que um poeta se sente menos inspirado, no entanto a poesia faz parte do seu âmago e acaba sempre por renascer ainda com mais intensidade.

Muito bom

Bom fim de semana

Beijinhos da Gota

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Gosto dos pensamentos que dançam lá fora e se misturam com as sombras...

manuela barroso disse...

E ficou tão belo por ser também real, Shirley! Um filho com asas!
Beijinho

ReltiH disse...

USTED ESCRIBE, PIENSA MUY BONITO.
ABRAZOS

O meu pensamento viaja disse...

Gostaria de saber, como você, assim utilizar palavras como quem, com pedras, uma a uma, conclui a construção. A poesia exige esse mágico poder de síntese quase sobreponível ao do cientista que não hesita na escolha do material. Você escreve bem que se farta, como se diz aqui!
Parabéns pelo talento.
Beijo da Nina

Laura Santos disse...

Ah o processo de criação parece ser inevitável e belo! Mas todo o parto, mesmo quando difícil, faz nascer o saboroso fruto da criação; simultaneamente um alívio e uma alegria! :-)
Muito bom, Shirley!
xx

Lourdinha Vilela disse...

Belo!!!
Um grande abraço.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Parabéns Shirley,pela linda sintonia da sua inspiração
Adorei o poema.
bjs-Carmen Lúcia.

Teca M. Jorge disse...

E no final das contas, a inspiração veio assim mesmo. Legal!!!
Beijos.

Santa Cruz disse...

Shirley Lindo amei ler. bom fim de semana.
Beijos
Santa Cruz

Edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edumanes disse...

Fique sempre comigo!
saudade, não se já embora
é um lindo poema escrito
pensamentos dançam lá fora.

Se eu pudesse dançava com ela,
a olhar os olhos dessa linda senhora
parabéns envio a pensar nela
desse poema que li é autora.

Shirley Brunelli Crestana,
boa noite amiga e um bom dia de domingo, um beijo.
Eduardo.

CÉU disse...

Começar é mesmo o mais complicado, até cria desânimo.
Depois, o parto se faz, e nasce um belo "rebento", esse seu poema.
Você tem muito talento, Shirley!

Beijos e bom domingo!

Elizabeth lima venancio disse...

Um encanto de poema.

Evandro L. Mezadri disse...

Suas obras são ótimas, Shirley!
Cada vez uma nova surpresa, versos lindos!
Grande abraço, sucesso e ótima semana!

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Shirley...nada mais precioso de descobrir entre os rascunhos palavras tantas que te surpreendem...que trazem outras e alimentam a tua "cria" interior...depois do resgate, alimentar e pronto...mais uma linda poesia!
Um abraço e muitas outras poesias profundas e verdadeiras que nos alimentem]

Célia Rangel disse...

Muito bom quando nos encontramos na descontração que chega a ser bálsamo para inspirações encontradas em rascunhos soltos pela nossa mente> Surge então o belo poema, como o seu!
Abraço.

Maria Rodrigues disse...

E dos pensamentos nasceu a poesia.
Belo poema
Beijinhos
Maria

Ane disse...

Oi Shirley! Desculpe a curiosidade,mas fiquei pensando o que teria levado você a iluminação que fez com que terminasse o poema...Boa semana!

Toninho disse...

Beleza é receber esta luz e nesta claridade a inspiração acelerada.
Bela viagem amiga.

Uma semana alegre e inspirada.
Abraços com carinho.
Beijo

Isa Martins disse...

Terminar um poema é como dar a luz a uma inspiração que estava dormente na escuridão das palavras não ditas.
Uma feliz e abençoada semana pra ti, beijos

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Sintonia estabelecida: Você, o universo e a poesia.

Rita Sperchi disse...

Uma pela isnpiracao vento la fora
e uma cria que te aquece aqui dentro
Lindo como sempre

Bjuss
Rita

Pérola disse...

Maternalmente inspirada nas palavras guardadas por aí.

Adorei.

Beijinhos

Fábio Murilo disse...

Interessante, Shirley, escreveu sobre a falta de inspiração, sobre o caos primordial, o angustiante instante que antecede o poema ainda no limbo pré-existencial, ainda ideia, incerto, projeto a nos desafiar. Como a esfinge do Egito, "decifra-me ou te devoro"

Carla Ceres disse...

Oi, Shirley! É mais ou menos assim que me sinto quando o "estalo" pra começar a escrever não vem. Bom saber que não sou a única. Beijos!

SÓLO EL AMOR ES REAL disse...

Para que llegue la luz, solo hay que pedirla...
Paz y Amor

Isaac

Mariangela do Lago Vieira disse...

E que belo poema resultou, Shirley.
Um feliz dia!
Beijos,
Mariangela

Graça Pires disse...

A inspiração é um animal selvagem. Só aparece quando quer... E quis, amiga.
Um beijo.

DE-PROPOSITO disse...

ESTIVE POR AQUI.
E, desejo felicidades.
MANUEL

O Árabe disse...

Poético e belo, Shirley, como são os teus insights! Boa semana, amiga.

Nilson Barcelli disse...

Talvez precises mesmo "de um milagre, de um evento cósmico ou de um amor", mas neste poema não se nota nada, porque é excelente.
Bom resto de semana, querida amiga Shirley.
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

por vezes a inspiração falta, mas um simples olhar um cheiro ou um clik ela desperta novamente...

Beijo

:)

Joana disse...

Amei!Parabéns!

Boa noite, Shirley!

vendedor de ilusão disse...

Pois que lamba com prazer, muito prazer, daqueles de não querer parar mais...
Beijo.

Luria Corrêa disse...

Paciência é o caminho, Shirley. Deseje e faça, que vem. E olha que a cria não saiu bela? :)

Beijo!

heretico disse...

luminoso poema.

beijo

EU disse...

Cruzam-se as palavras no processo de saída e entrada de pensamentos, fazendo-se presentes no escrito...
Muito bom, Shirley!
BJO :)