CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

24 de janeiro de 2015

HORA DA VERDADE


Nuvens grisalhas meditam no espaço
melodia suave vibra no ar doce da manhã
meu olhar se perde na esquina silenciosa...
Os raios  do sol chegam descalços
e corajosos pisam
no asfalto quente desse verão.
Um cachorro late clamando por liberdade
e não há brisa nas folhas jovens
desse tempo sem fim...
Vou pintar minha aura de azul
tomar uma overdose de coragem
e olhar para dentro de mim...


Shirley Brunelli Crestana

40 COMENTE AQUI:

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Shirley.
Olhar para dentro de si e encontrar, reconhecer a verdade nem sempre é fácil, porém, extremamente necessário.
Viver em meio ao engano nunca foi ou será saudável.
Tenha um fim de semana de paz.
Beijos na alma.

Graça Pires disse...

A necessidade de se ver por dentro para descobrir o que falta e o que sobra dos desejos...
Beijo.

Laura Santos disse...

Tantas vezes temos de, apesar das nuvens grisalhas, arregaçar as mangas e tomar essa overdose de coragem.
Fortemente belo, Shirley.
xx

Dilmar Gomes disse...

Amiga Shirley, nos próximos dias, quando houver aquele calor absurdo - hoje até que está ameno, em torno de 30 graus(aqui no sul também calor, e muito) - vou lembrar deste teu belo poema, de estilo próprio. Parabéns, ele está lindo!
Um abração daqui de Porto Alegre. Tenhas um lindo fim de semana.

José Carlos Sant Anna disse...

O poema já é um mergulho dentro de si mesmo, Shirley.
Nele a manifestação reiterada do que já é feito e o modo poético de dizê-lo; a exteriorização da necessidade do mergulho levando o leitor a refletir e fazer o mesmo uma força poética maravilhosa.

Um bom final de semana, Shirley!

vendedor de ilusão disse...

Olá, Shirley, nobre e cara poetisa!
Pode, por vezes, assustar, mas é sempre bom quando chega a hora da verdade e olhar pra dentro sem constrangimento ou receio; lava a alma. Adorei o poema!
Beijos.

Armando disse...

Hola Shirley.
La vida te va dando las paitas para encontrar lo que realmente necesitamos en cada momento. Nuestra libertad, el valor más grande que poseemos, nos ayudará para que lo logremos, si anteponemos nuestros anhelos a lo que realmente necesitamos.
Muchas gracias por tu visita y comentario.
Un cordial saludo y buen fin de semana.

Luria Corrêa disse...

Shirley, te imagino a observar o mundo através de uma janelinha de madeira, com um quintal florido à frente e calçadas de pedra ao lado. Bom saborear contigo o que o dia tem para nós. Bom final de semana, querida! Abraço!

Guaraciaba Perides disse...

A sua poesia é reflexo do seu Eu e nele vejo suavidade e sobretudo serenidade.Muito bom de ler e de sentir!
Um abraço

Cidália Ferreira disse...

Adorei o seu poema!!

Bom fim de semana
Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

VitorNani disse...

Olá Shirley!
A hora da verdade que você descreveu, tem o cheiro do orvalho evaporando pelo calor do sol de verão!
Que bom iniciar o dia tentando olhar para nosso interior, como se fosse nossa oração matinal!
Gostei muito do seu poema.
Abraços e bom fim de semana!

VitorNani & Hang Gliding Paradise

Maria Ferreira N. Vechi disse...

Maravilhoso poema.Olhar para dentro,nos fazer enxergar o que realmente necessitamos viver.
Beijos,bom final de sábado e lindo domingo Shirley.

Lourdinha Vilela disse...

Olhar para dentro de si é amar a si próprio, só lá, dentro de nós, encontraremos respostas.
bjs. Um lindo 2015 pra você, cheio de paz, conquistas e muita poesia.

Malu Silva disse...

É muito difícil, em certos momentos, olharmos para nós e sabermos de determinadas verdades!! Mas com esse calor e pintando-se de azul, as verdades que surgirão serão mais amenas. Passe em meu blog para dar uma olhadinha em meus trabalhos artesanais, amiga! Aproveitei os tempos difíceis de doenças em família para fazer algo que me acrescentasse.
Beijinhos!!!

Milton Kennedy disse...

Olá Shirley, gratidão por seu carinho lá no blog.
Cordial abraço, saúde e paz.

manuela barroso disse...

A natureza de mais dadas com o intimismo em mais uma bela poesia
Muitos bjis

Célia Rangel disse...

É um poema desafiador na busca do nosso eu através do outro... Só assim conseguimos transpor nossas barreiras emocionais.
Abraço.

Hélder Fernando Gonçalves disse...

É bom parar de vez enquanto para olharmos dentro de nós. Junto ao mar, fixando a linha do horizonte, o som do vai e vem das ondas, massajando meus pensamentos, encontro a serenidade para aquietar minhas angustias tal como sugere este teu belo poema
Gostei de visitar-te
Um beijo

Ingrid disse...

belas imagens para meditar e internalizar as bençãos...
beijo querida e bom Domingo.

Elisabete disse...

É saudável fazer uma pausa e analisarmo-nos por dentro.
Bom domingo, cara Shirley

Andrea Bitencourt disse...

Bom dia Shirley!!!
Em primeiro lugar, agradeço sua visita carinhosa ao meu cantinho!
Já chego aqui e fico encantada com seu trabalho, o dom de articular as palavras e expressar sentimentos é maravilhoso!
Nessa caminhada da vida, temos muitos que aprender e, muitas vezes, textos como o seu nos ajudam nessa jornada.
Por aqui, estarei de férias até Março para recarregar as baterias!!! Beijos mil e até a volta!!! Fique com Deus!!! =)

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

as vezes parece que você escreve sob alta elevação sensorial, momentos aonde imagino que tenha a capacidade de sentir e perceber coisas que estão longe de seus sentidos...

Vieira Calado disse...

Sem dúvida que em tempo de muita nuvem, o melhor é olhar pata dentro!...
Beijinhos!

sandra mayworm disse...

Bom dia...bom é amanhecer, olhar a caixa de e mails e vir até aqui. Lugar comum de poetas e dos admiradores de poesia. Olhar pra dentro de si...é assim que deve ser, em primeiro lugar, para em seguida enxergar o outro!
Beijos
Sandra May/Letras que se Movem

SOL da Esteva disse...

Olhar e saber olhar para dentro da Alma, é um cuidado que edifica e constrói.
Bela Poesia.


Beijos


SOL

Miguel disse...

Tem razão, querida amiga, não basta viver num lugar calmo (como uma chácara...) para nos sentirmos bem - a paz interior é imprescindível para o nosso bem estar.
Este seu belo poema conduz-nos pelo bom caminho...

Um beijo
MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

heretico disse...

sim, de azul a aura!

"um pouco mais de azul e serás Céu!..."

beijo

Rita Sperchi disse...

Minha querida essa overdose de coragem acho que muitos precisam dela viu, um belo poema como todos que escreve


Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Tais Luso disse...

Virgem... que lindeza, Shirley! Adorei o todo, mas sobretudo essa frase poética...

"Os raios do sol chegam descalços e corajosos pisam no asfalto quente desse verão."

Não nasce outra Shirley...
Beijo!

Nilson Barcelli disse...

Às vezes é mesmo preciso uma "overdose de coragem" para olhar para dentro de nós mesmo...
Mais um excelente poema, gostei imenso.
Boa semana, querida amiga Shirley.
Beijo.

Carla Ceres disse...

Você voltou! Que legal, Shirley! E trouxe um poema colorido pra matar nossa saudade. Gostei demais. Beijos!

Ignacio Santana disse...

Me gusta pensar que siempre que amanece hay una nueva oportunidad...una nueva "hora de la verdad" para intentar recomenzar!!! Muy buena entrada, felicidades!!!

Un gran abrazo, amiga!!! ;)

Élys disse...

Olhar para dentro de nós, buscar a nossa verdade, reforçar nossos acertos e corrigir o que for preciso.
Beijos,
Élys

Arione Torres disse...

Oi querida Shirley, que lindo, adorei!!
Vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

Anderson Lopes disse...

Um poema para ser lido todas as manhãs e relido ao findar do dia por sua beleza que transmite tantas verdades. Parabéns, Shirley!

Anderson Lopes disse...

Um poema para ser lido todas as manhãs e relido ao findar do dia por sua beleza que transmite tantas verdades. Parabéns, Shirley!

Dorli disse...

Oi amiga,
Saudades dos seus escritos
Obrigada pelo carinho
Beijos
Lua Singular

tesco disse...


Teu olhar...
Teu olhar se perde?
A verdade é que quem se perde sou eu!
O gris das nuvens se torna chumbo
em meu coração.
Este que lateja e não bate,
escravo que é.
Mas que não clama por liberdade!
Não, não, jamais.
Sempre escravo teu
na esperança que um dia
soprem brisas de amor
entre as minhas folhagens.
Então,
no mais siberiano inverno
se anunciará a primavera!

Kisojn!

Teca M. Jorge disse...

Uma análise de si mesma não é nada mal... beijo.

EU disse...

Sabendo ler os sinais exteriores, sabe-se ler os interiores. Exercício necessário e imprescindível!
Gostei muito!
Bjo, Shirley :)