CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

30 de agosto de 2014

PENSAMENTOS SEM RUMO


As nuvens chegaram
ensimesmadas
flutuando a esmo
no calor do dia azul.
Vieram em bandos
humildes e brancas
com o coração vazio.
As pessoas que passavam
não notaram
imersas que estavam
numa frequência vibratória instintiva
presas aos valores supérfluos da vida.
Bocejando
o vento dispersou as horas
e estando você tão distante
 fiquei a dialogar comigo mesma
sentada nos degraus da tarde...

Shirley Brunelli Crestana

23 de agosto de 2014

LUCIDEZ


Essa dúvida insistente
esse cheiro de estrelas
nessa noite de lua cheia...
A saudade vinda
das fronteiras limitadas 
do bom-senso
me espia
me provoca
se instala
no fundo dos meus olhos
porém
não quero burilar
a dor de tua ausência...
Lua grande
lua cheia de mistérios
acaba logo com esse dilema
me traz de presente outro amor
totalmente embrulhado num poema...


Shirley Brunelli Crestana

16 de agosto de 2014

LUA NOVA


Perdi o jeito
esqueci a manha
de lidar com a lua.
Seu brilho fulgurante
ofusca-me as idéias
desconfigura os átomos
e eu
janela  aberta
aqui tão só
feito barata tonta
imersa num vácuo.
Sem ti
me descontrolo
me perco de mim
no perfume embriagante
da solidão do meu jardim...


Shirley Brunelli Crestana

9 de agosto de 2014

VINHO SECO


O vinho
percorre caminhos inusitados
enfraquece a prudência
e mãos deslizam
nas curvas dos desejos
entre ilusões de cetim
num sonho desalinhado 
pela urgência do querer.
Barcos sem leme
apressados e sedentos
zarpam antes das palavras
e quase inesperadamente
navegam rumo ao oceano
numa explosão
de cores e de espumas...

2008


Shirley Brunelli Crestana

2 de agosto de 2014

DEPOIS DO BANHO

Foto: Shirley

Saio do banho
e a cadeira de vime
espera-me ao relento
na grama orvalhada.
Aproximo-me dela
e o roupão branco desliza lentamente
nas linhas curvas de minhas inquietações.
O sol aquece-me os desejos
e seca-me a pele úmida
atiçando a sensualidade da manhã.
O vento melodioso
sussurra veladas palavras
nos meus cabelos molhados
e enciumado rastreia
as atitudes ousadas do astro rei.
Rodopiando sem pudor
sem amarras
levanto os braços
recebo a luz do leste
agradecendo ao Criador
o azul do céu
e a paz que vagueia no horizonte.
Depois
inspiro profundamente
sinto-me leve
inteira
 para você...




Shirley Brunelli Crestana