CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

29 de março de 2014

DESENCANTO


Pressinto um vazio indesejado
a olhar-me de esguelha.
O interfone não toca
os passarinhos não cantam
o piano maduro de silêncio
anseia dedos hábeis
que saciem seus desejos ocultos.
Sobre a mesa objetos espreitam
a explícita desesperança do meu olhar.
Hoje é sábado
límpido e translúcido
contudo
sem equilíbrio ou lógica
sem ponte de travessia.
Não há indícios benéficos
no âmago desse dia.
Sou nau abandonada no cais
sem mastro sem velas
sem mapa sem rumo
nada mais...


Shirley Brunelli Crestana

23 de março de 2014

É POR ISSO


Cansada
piso a solidão que me queima os pés
teimo em buscar a paz dentro da vida...
Nada mais quero saber sobre a Lei da Atração
nem  sobre a descoberta
 da última partícula subatômica
nem lembrar que cataclismas no passado
afundaram civilizações...
Ignoro quantos bilhões de estrelas
há na nossa galáxia
e como as células pluripotentes
  transformar-se-ão em células-tronco...
Não me importa se crianças índigo
experienciam novas faixas vibracionais
estátuas humanas exiladas
 a desbastar suas arestas
a provar o gosto do sal
a almejar a hierarquia dos anjos
onde os ruídos não chegam
onde a violência não tem vez
e as metralhadoras
não existem nem de brinquedo...
 É por isso que faço poesia 
para tentar calar o medo.


Shirley Brunelli Crestana

18 de março de 2014

CÉU NUBLADO


O olhar da mente
no céu nublado
vertigem ao avesso.
A inutilidade
 das palavras desconexas
no fundo infinito do poço
no limite precário do bolso.
A realidade a escorrer na pele da alma
a lamentar a violência e a fome
apenas um voo.
Pela janela
a mente acende
 as cores os sons os amores
e eu descanso nas nuvens
na delícia dos teus braços...

Shirley Brunelli Crestana

11 de março de 2014

AROMA DA MANHÃ


Meu espírito anseia pelo aroma dos deuses
pego bálsamo e incenso
e a chama do silêncio se acende em mim...
Sedenta de luz abro a janela
o cãozinho branco da vizinha
fere os tímpanos da manhã
e dois meninos na rua
flagrados pela minha comoção
procuram latinhas nos sacos de lixo ...
Quente claridade inunda a sala
ando nua pela casa
displicente e sozinha
mesmo ao pressentir que o sol
espia pela porta da cozinha...

 Shirley Brunelli Crestana