CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

26 de fevereiro de 2014

JAMAIS ESTAREI SÓ


O alvorecer  apresenta-se
lânguido e fugidio.
Teimoso pingo de chuva
insiste em bater na calha
fazendo cócegas no silêncio.
Tempo cinzento
manhã insolente
a esfregar-me na cara que estou só
sem saber que gosto de ficar
 em mim mesma albergada.
Ouça bem
inquieta e boba manhã
quem tem vida interior
está sempre acompanhada.


Shirley Brunelli Crestana

15 de fevereiro de 2014

SEM SAÍDA


A vida navega
no mar do tempo
enfrentando o fluxo
 e o refluxo das marés.
Viajo na proa do vento
 e baixinho clamo por ti.
Amor
escuta
 preciso te dizer
que em minha garganta
tremulam palavras
 jamais pronunciadas
e a realidade se agiganta
se contorce
se escancara
intuitivamente a me alertar
que uma muralha nos separa...



Shirley Brunelli Crestana

8 de fevereiro de 2014

QUERIA TANTO


Queria ter a luz da alegria
 as asas de um anjo
o poder da magia...
Queria uma humanidade fraterna
de seres amorosos
de amor incondicional...
Queria ver o mundo dourado
porém
quando alcanço
 a beleza fulgurante das estrelas
e olho lá do alto
vejo tudo tão cinzento
da cor da rua
da cor do asfalto...


Shirley Brunelli Crestana

1 de fevereiro de 2014

TÃO LINDO


Você surgiu
da semente das cores
quando eu tinha a solidão
a devorar-me o tempo.
Um poema para mim?...
Palavras inesperadas
nascidas numa tarde azul
golpearam fundo os meus limites.
Feliz
faço segredo
os amigos não sabem
ninguém viu
e ao saber-me embriagada de mel
de puro encantamento minha alma sorriu...


Shirley Brunelli Crestana