CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

6 de setembro de 2014

DISTÂNCIA


Deitada na grama
meus olhos de domingo
-como duas sondas espaciais-
tentam medir a longitude
entre a terra 
e o deserto azul do céu
 massa atômica
a ocultar de mim o infinito.
A ação lesiva do sol das dez
fere-me a sensibilidade da pele
e meus cães aproximam-se 
ensaiando gestos de carinho.
De um lado
árvores com promissoras frutinhas
do outro
duas palmeiras com suas folhas serenas
acenam-me delicadamente.
Outra vez
meu olhar inquiridor tenta descobrir
a que lonjura está esse azul...
De repente
penso em você e tudo para
o que me incomoda agora
 é a distância que nos separa...


Shirley Brunelli Crestana

49 COMENTE AQUI:

Jorge disse...

Lindooooo, Shirley. Adorei!
Um beijinho doce e bom fim-de-semana!

✿ chica disse...

Lindo! Adorei os olhos de domingo...Pena ver essa distância que separa! bjs, tudo de bom,chica

Lourdinha Vilela disse...

Maravilhoso, e o amor é sempre a fronteira.
bjs. Bom final de semana.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

No e com o Outro tudo se torna tão melhor...

beijo amigo

Mariangela disse...

Oi Shirley bom dia!
Uma linda contemplação... mas sempre à despertar saudades!
Beijos!
Mariangela

José Carlos Sant Anna disse...

Ao pensar nele com tanta intensidade imperceptivelmente a distância é encurtada, trazendo-o para perto de você...
Abraços, Shirley!

PERSEVERÂNÇA disse...

Feliz sábado!
Encanto de desabafo, com saudades a florir em pele, e quem de nós já não sentiu essa saudade plena que nos invade os pensamentos e desejos...
Beijinho em seu coração.
Nicinha

GarçaReal disse...


Momentos de quase meditação observando o que te rodeia e inevitavelmente a recordação de alguém....

Muito belo e envolvente

Bom fim de semana

Bjgrande do Lago

Laura Santos disse...

Quando o ser amado está distante, todo o azul imenso se torna infinita lonjura.
Lindo, Shirley!
Bom fim de semana!
xx

Edumanes disse...

Nas palhas deitada!
aquela mulher tão bela
porque estará apaixonada
cresce a erva na terra...

Bom fim de semana para você amiga Shirley, um beijo.
Eduardo.

Malu Silva disse...

E quando a distância separa aqueles que se amam o melhor a fazer é curtir saudavelmente uma SAUDADE!!!

Lindo fim de semana, minha querida!!

EU disse...

Para um poema ser poema, frequentemente bastam uns versos. O resto é cenário, como num filme. Assim vi o teu poema. É a distância que nunca conseguiremos medir que nos atormenta. Neste caso, a tormenta maior é a do amado.
Gostei imenso, Shirley.
Meu beijo :)

Jossara Bes disse...

Ah!Que belo poema!
Leve como o azul do céu, romântico e doce!
Felicidades para você!

Helena disse...

Quando a distância que nos separa do ser amado se torna maior do que a distância que existe "entre a terra e o deserto azul do céu" tudo ao redor se torna supérfluo, pois ao coração só importa tentar diminuir, e muitas vezes entender, o motivo da separação.
Lindos versos e uma bela imagem!
Sorrisos e estrelas na tua semana, com carinho.
Helena

José Carlos Sant Anna disse...

Voltei para dizer-lhe que você nos deixou [a mim e a Tão] com taquicardia... (rs)!
Um domingo de muita paz, Shirley!
Beijos,

Ingrid disse...

essa distância infinita e que nunca a poderemos medir..
a da saudade.
beijos querida.

Cidinha disse...

Olá, Shirley. Encantador!! A distância é infinita, más a beleza não há como explicar. Um presente de Deus!! O milagre da vida, está nas plantinhas com promissoras frutinhas e isso nos deixa muito feliz. Adorei shirley!! Obrigada por nos encantar e viajar nos seus versos. Feliz domingo e semana!! Bjossssssssssssssssss.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Shirleylindamiga

Limito-me a transcrever, pois que comentar é muito difícil, ou mesmo impossível tal a categoria e a beleza do poema...

De repente
penso em você e tudo pára
o que me incomoda agora
é a distância que nos separa...


E está tudo dito

Qjs

PS - Quando vais à nossa Travessa???

SOL da Esteva disse...

É sempre desconfortável sentir distâncias que "separam". Certo seria que as distâncias fossem motivo de quietude e, ou, saudade.
...Visto por esse prisma, é, verdadeiramente, preocupante.
Um belo Poema.


Beijos


SOL

Vanuza Pantaleão disse...

Os sentimentos compensam qualquer distância, eu creio nisso.
Beijos, amiga!

Ane disse...

Oi Shirley! Nada como um momento tranquilo pra gente lembrar de quem a gente ama...Lindo poema!
Bjocas!

Marina Fligueira disse...

¡HOLA,SHIRLEY!!!

Precioso, es poco, es una exquisitez este poema que nos dejas, para deleite de una mirada detenida.

Decirte que, para el sentimiento no existen las distancias.
Aquellos que amamos están siempre en nuestro corazón.
Ha sido un placer pasar por tu lindo rincón.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un abrazo y se muy muy feliz.

tesco disse...


Pensa em mim...
Ao sol da manhã
está inquieta
a mente repleta
com a tarefa vã
de saber aonde
foi o seu amor
e onde se esconde
lhe causando dor

Pensa em mim...
Peito se confrange
Mesma longitude
Outra latitude
Saudade lhe tange
Sentimento rude
Coração compunge
Santa atitude
A virtude unge

Pensa em mim...
Como fruta cara
Como coisa rara
Nada se compara
Ao que nos separa
Todo o mundo para
Isso me ampara
Se não me jogara
N'aridez amara

Pensa em mim...
Isso sei que sim
Nada terá fim.

Beijos.

Anônimo disse...

Quanta sensibilidade....!
Bacione.

ONG ALERTA disse...

Para é pensar, beijo Lisette.

Claudinha ੴ disse...

Que linda analogia com as distâncias! Adorei este seu poema Shirley! Beijos!

Jorge Sader Filho disse...

Tudo para? Com estas palavras?
Impossível, querida Shirley.
Beijos

BIA disse...

Olá Shirley!

Bela poesia e que bonito seu blog! Prazer em conhecê-la! Obrigada pela visita em meu blog! Seja sempre bem-vinda! Virei aqui também ler seus poemas que enchem de harmonia o universo! Tenha uma semana repleta de energias positivas! :)
Bjs

Marina Fligueira disse...

Gracias, igualmente para ti reina.
Que Dios Te bendiga.

Un besito.

O Árabe disse...

O texto é ótimo, Shirley, como sempre. Mas confesso: achei particularmente fantástico o qualificativo: "olhos de domingo". Muito bom! Boa semana, amiga.

Nilson Barcelli disse...

É bom pensar deitado a olhar o céu...
Belo poema, gostei muito.
Querida amiga, boa semana.
Beijo.

Tais Luso disse...

Às vezes tão próximos e tão distantes, uma distância infinita desse amor... Amor? Talvez o céu esteja mais próximo.
Maravilhoso, Shirley.
Beijo!

Élys disse...

Estamos onde nosso pensamento está, creio, portanto as distâncias,assim são encurtadas.
Como sempre uma bela poesia,aqui podemos ler.
Beijos, Élys.

Carla Ceres disse...

Oi, Shirley! De vez em quando, me lembro de que você realmente vive perto da natureza, não presa num apartamento. Você tem mesmo árvores e animais livres por perto. Talvez por isso, seus poemas soem tão verdadeiros. Beijos!

heretico disse...

medir distância nas penas da ausência.

belo. gostei muito

beijo

O Sibarita disse...

Á distância é? kkkkkkkkkkkkkkkk Não acho mesmo! kkkkkkk

Ao certo, um poema porreta aguçante, repare... kkkk

O Sibarita

Jorge disse...

Olá Shirley!
Do seu refúgio a distância, por mais infinita que seja, não impede a demonstração do afecto.
Um abraço,
Jorge

Claudio Chamun disse...

A distância é algo que sempre atrapalha, mas quando é verdadeiro ela não separa;

Abraço

Vera Lúcia disse...


Olá querida Shirley,

Num cenário tão lindo impossível não se deixar levar pelo incômodo de uma saudade.

Lindo, amiga.

Beijo.

Graça Pires disse...

Um olhar atento por tudo o que te rodeia. Mas a lembrança do amor tudo transforma num sentimento de plenitude e conforto...
Gostei muito. Um beijo.

vendedor de ilusão disse...

Olá Shirley, a beleza em pessoa!
Com muita satisfação, comunico que realizarei o 2° Prosas Poéticas – veja notícia no blog e saiba do regulamento. Desnecessário seria dizer que a vossa participação é motivo de muita honra.
Deixando o meu abraço, enfatizo que lhe espero para engrandecer o evento com uma das suas magníficas criações poéticas.
Antecipadamente, lhe sou grato!
Beijos.

Arione Torres disse...

Oi Shirley, que lindo!
Adorei a mensagem!
Beijos e fique com Deus!!

Emília Pinto disse...

Amiga, penso que cada um de nós sente esse tormento da distância, seja do ser amado, seja do projecto não realizado, seja ainda daquela pessoa que, por uma razão ou outra se distanciou de nós. Esse sentimento de lonjura, de não podermos correr e fazer-nos perto às vezes nos angustia. Com o teu poema, senti um aperto pela distância que me separa do meus querido Brasil e das pessoas queridas que lá tenho, uma das quais ( o meu pai ) se encontra doente. A vida é assim, feita de encontros, desencontros, distâncias e proximidades. Há que aceitar!Adorei! beijinhos
Emília

Tito disse...

Oi, Shirley!
Muito bonito o texto, e com certeza se eu fosse um artista, possivelmente pintaria sua descrição em uma tela. rss.
Grande abraço.

✿ chica disse...

Voltei pra te avisar que acabaram de te "descobrir" por lá... A Patrícia Pinna te achou,rs

http://chicabrincadepoesia.blogspot.com.br/2014/09/e-hoje-as-flores-vao-para18.html


Lindo dia! bjs floridos,chica

Toninho disse...

O que incomoda é o que inspira e faz este lindo canto, como um olhar terno e sonhador aos Céus.
Lindo demais Shirley.
Um lindo fim de semana com poesia e alegria.
Carinhoso abraço amiga.
Beijo de paz.

vendedor de ilusão disse...

Olá, Shirley!
Voltei...Trago meu abraço e os votos de que seus anseios mais íntimos sejam realizados.
Aproveito e reitero meu convite para participe do 2º Prosas Poéticas, o que me deixará, além de honrado, muito feliz. Espero você por lá!
Tenha uma semana esplendorosa.

Jorge disse...

Aqui a gatona é você, minha querida! Tomara muita vintona e trintona ter metade da sua elegância, do seu charme e do seu sex appel.
Beijinho doce e bom domingo!

TB (Telma Braga) disse...

LINDOOOOOO ameiiiiiiii =)

Beijo**
TB