CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

21 de junho de 2014

ASSIM ESPERO


Às vezes
 gostaria de desintegrar-me
no seio do Universo
porém
sou sensata
lógica
consciente
e opto pela vida...
O que eu queria mesmo
era ter asas de borboleta
irisada de cores
a pousar sobre a tua pele
e em jubilosa paz interior
tomar-te em meus braços
e falar do meu amor...


Shirley Brunelli Crestana

43 COMENTE AQUI:

✿ chica disse...

Lindo querer,bela poesia! beijos,chica

PERSEVERÂNÇA disse...

Podemos voar sim minha querida, em nossos pensamentos e claro depois de ler esse belo poema.
Você é exclusiva nas palavras, sabe como encantar.
Beijo
Nicinha

José Carlos Sant Anna disse...

Tanto o podes, que o dizes e, de forma tão delicada, que não há como o outro não perceber este voo.
Abraços, Shirley!

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde

Poema maravilhoso, gostei muito.

Beijo, bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde

Poema maravilhoso, gostei muito.

Beijo, bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ingrid disse...

uma esperança no amar é sempre colorida e leve..
como teus versos..
beijos e um lindo Sábado querida..

EU disse...

Lindo, Shirley...Sorri pois, há um ou dois dias escrevi um poema que apelido de "Moment(s)" no qual (apenas um excerto) escrevo
"Desfragmento partículas
do alheamento
e pairo em olhares presentes."
Na poesia tudo é possível, até a mais sã loucura!
Bjo :)

Dorli disse...

Oi Shirley,
Só da mente de uma ótima poetisa pode sair tal esperança.
Quero uma borboleta também.
Beijos
Lua Singular

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Shirley,como seria bom se tivéssemos asas e pudéssemos voar como as borboletas,seríamos libertos
para muitas coisas,inclusive ir ao encontro do nosso amor.
Adorei a poesia.
bjs
Carmen Lúcia.

Mariangela disse...

Oi Shirley que linda sensibilidade poética.
Que o outro saiba acolher esta bela borboleta.
Um grande abraço.
Mariangela

Jose Esequiel Lopez disse...

Belíssimo poema. Desintegrarmo-nos no seio do Universo é nosso sublime destino final.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Shirley.
Belíssima poesia, que querer belo.
A sensatez é muito importante acompanhar os nossos passos.
As borboletas enfeitam a carícia do nosso amor e pensamento, que voam longe.
Parabéns.
Excelente fim de semana de paz!
Beijos na alma.

Rita Sperchi disse...

Que romantica vc é minha amiga
e ser essa borboleta e pousar no ombro do seu amor hummmm adorei demais
Abraços de boa noite com bons sonhos
Rita!!!

JAIRCLOPES disse...

Nenhum sonho é vão

As vezes é muito melhor sonhar
No vasto Universo diluir-se então
Desintegra-se e tornar-se avatar
Consciente da vasta imensidão.

Não há brecha para o desalento
Quando o sonho a mente invade
E certa esperança toma assento
Onde sonhar torna-se liberdade.

Pois se alcança paz interior então
E voa-se impune como borboleta
Sem ligar pra quem fica no chão.

Sair portanto deste velho planeta
É como uma tremenda libertação
É sentir-se na cauda dum cometa.

Manuel Luis disse...

Não é impossível mas deve pelo menos tenta-lo!
Bj

Malu Silva disse...

Uauuuu!!!
Um dos poemas mais belos e ternurentos que já vi por aqui!
Que delícia de ler estas palavras leves e irisadas como a própria inspiração que lhe tomou a alma.
Beijinhos

Cidinha disse...

Maravilhoso Shirley! Doce! Encantador! Obrigada por esse momento de emoção. Vc sempre maravilhosa!! grande bjo. Um lindo domingo!

M D Roque disse...

Num simples bater de asas, toda a beleza do mundo.
Lindo poema.
Bom Domingo. Beijo. D



http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

SOL da Esteva disse...

A imaginação, o sonho e a sensibilidade não tendo asas, pairam como borboletas. Se for por Amor, o céu é o limite.
Lindo, Amiga.


Beijos


SOL

heretico disse...

gosto deste lirismo desamparado e doce...

beijo

Pérola disse...

Que desejo mais terno e amoroso.

Simples e intenso.

Beijinhos

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Pousamos sempre leves no coração de quem amamos...

Um beijinho

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga hoje vim te desejar uma abençoada semana.
E para dizer que estou voltando aos pouquinho, pois a vida real está exigindo um pouquinho mais de minha atenção. Estava sentindo muitas saudades de vir aqui!
abraço fraterno
Maria Alice

Lindalva disse...

clap clap clap clap. Olá amiga Shirley vindo te dá um abraço e te convidar a participar do 9º Ostra da Poesia, seja como poetisa ou votante. Não será agora, mas quem cedo madruga Deus ajuda *gargalhadas*. É um convite spam, sorry, mas tenho muitos bloguxos para visitar. Beijos no coração.

Lídia Borges disse...


As borboletas são seres de uma leveza tal, que nos causam dóceis sentires.


Um beijo

Nilson Barcelli disse...

A sensatez tem sempre utilidade.
Mas às vezes o melhor mesmo é fechar os olhos e que seja o de deus quiser...
Magnífico poema, gostei imenso.
Tem uma boa semana, querida amiga Shirley.
Beijo.

Fábio Murilo disse...

Infelizmente estamos fadados a viver no sonho. E quando realizados, se um dia desfeitos, chamamos de ilusão. Pobres seres, eternos insatisfeitos, somos nos. Cada sonho realizado é uma vitoria nessa vida essencialmente trágica.

Tais Luso disse...

Se você conseguisse, eu a seguiria! Também gostaria de viver num mundo que eu pudesse encontrar toda a paz e o amor na delicada asa de uma borboleta - colorida e bela como são.
Carinhoso abraço.

Claudio Chamun disse...

Mais uma bela poesia para o deleite dos teus leitores..
Bjs

Claudio Chamun disse...

PS: O Histórias, estórias e outras polêmicas fez aniversário e o Asfalto das horas é uma das atrações.

ONG ALERTA disse...

Lindo este amor.
Beijo Lisette.

Carla Ceres disse...

Irisar-se, sempre que possível. Desintegrar-se, jamais, Shirley. :) Beijos!

Milton Kennedy disse...

Olá poetiza Shirley, belos versos. Simples porém intensos.
Cordial abraço, saúde, inspiração, trabalho e muita paz.

O Árabe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Árabe disse...

Que belos desejos, amiga... e que belo poema! Boa semana, fica bem.

Lilá(s) disse...

Mais um poema de encantar!Gosto
Bjs

Emília Pinto disse...

Quantas vezes não nos sentimos assim, Shirley? Temos vontade de nos desintegrar " no seio do universo " mas, logo caimos na realidade e vemos que, neste " vale de lágrimas " há sempre um amor que nos quer de volta, inteiros...irisados de cor, voando só em pensamento de quando em vez. " Assim espero...ser sensata...lógica...consciente " da vida que devo viver com muito amor e dedicação. Lindo amiga. beijinhos e obrigada por este belo momento.
Emília

Maria Emilia Moreira disse...

A beleza do amor cantado assim de forma aparentemente simples e volátil...como as asas da borboleta! Admirável!
Um abraço.

Anônimo disse...

para ti mismo di el nombre de la unica persona del sexo opuesto con quien quieras estar (tres veces) piensa en algo que quieras lograr dentro de la proxima semana y repitelo para ti mismo (seis veces) piensa en algo que quieras que pase entre tu y la persona especial (que dijiste en el no 1) y dilo a ti mismo (doce veces) ahora haz un ultimo y final deseo acerca del deseo que escogiste despues de leer esto tienes l hora para mandarlo a 15 temas y lo que pediste se te hara realidad en una semana si tu escoges ignorar esta carta lo contrario del deseo sucedera o esto no ocurrira jamas... que tus dias esten llenos de logros y tus noches de sue~os copia y pega esto en 15 o +

tesco disse...


Não podes desintegrar-te
És estrela de um sistema
E eu com os outros planetas
Orbito em volta de ti!

A atração sentimental
Tão forte quanto segura
Segura a matéria escura
Que tua luz ilumina.

Então, estrela-menina,
Tua sina continua
Espalhando essa luz nua
Que vem em forma de arte.

Tua sensatez e lógica
Atropelam minha calma
Mas com tais asas diáfanas
Tu invades minha alma

Pousas em meu coração
Sussurras um doce trino
Atiçando a ousadia
De falar do meu amor...


Beijos.

Maria Adeladia disse...

SHIRLEY:Gostei do seu blog e dos textos poéticos! Belissimos demais!Amiga, acho que me identifico com o poema.As vezes, tenho este desejo...em trafegar pelo universo, porém, me contendo em viver na terra, mas amando e sendo muito feliz!Creio que é o sonho de todos!Obrigada pelo carinho, minha linda poeta.Estou seguindo o blog.Bjs e tudo de bom.

Lourdinha Vilela disse...

Eu, mesmo sem as asas de borboleta,pude voar nesse poema.
Lindo e encantador
bjs.

Graça Pires disse...

Gostei muito deste poema tão lírico. Mas é bom optar pela vida, apesar de tudo...
Um beijo.