CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

5 de abril de 2014

POEMA SEM NEXO


Os pingos da chuva martelam
 um lado do meu cérebro.
A janela está 
à direita
à deriva
a lançar palavras
soltas
incoerentes
atônitas
confundindo neurônios.
Sílabas aprisionam metáforas
e para irritá-las
inventam cacófatos.
Vocábulos ávidos
rodeiam a caneta estéril
e eu
 mesmo sonolenta
 possuo senso e sabedoria
para dizer que este poema
está carente de poesia.

Obs.- Sei que alguns amigos não conseguem, às vezes, como eu também, abrir a página dos comentários. Pois bem, descobri como fazer isso: Ao acessar um blog, se os comentários não abrem, é só minimizar o tal blog e eles aparecem. Tem dado certo. Beijos!

Shirley Brunelli Crestana

48 COMENTE AQUI:

✿ chica disse...

Sempre há poesia por aqui!!! beijos,tudo de bom,lindo fds!chica

Arnaldo Leles disse...

Qual poema está carente de poesia?


Sim parece que minimizar funciona.

Dilmar Gomes disse...

Está sendo modesta, amiga Shirley!
Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

Maria Alice Cerqueira disse...

Bom dia querida amiga
O tempo passa e vida precisa continuar a esperança de um mundo mais harmonioso, coberto pelo Amor do nosso Criador!
Um lindo fim de semana!
Abraço amigo
Saudades!
Maria Alice

José Carlos Sant Anna disse...

Ao dizer-nos já está sendo poetizado o instante. E quem quer que o veja ou o leia percebe a conjunção poética no ar no que se diz e no que se deixa entrecortado, nas entrelinhas. Para apreendê-lo, basta o olhar.
beijos, minha querida amiga,

Laura Santos disse...

Até a suposta ausência de poesia na ponta da caneta num determinado instante pode reflectir um acto poético que ainda não está pronto para ser revelado.
Eu senti toda essa sonolenta poesia...;-)
xx

PERSEVERÂNÇA disse...

Elegancia nas palavras e no desfile das letras uma harmonia perfeita.
Muito lindo seu poema minha querida.
Parabens!

Bjs
Nicinha

Ivone disse...

Nesse poema não há cacofonia, nos pingos da chuva sinto a poesia!
Lindo!
Abraços amiga Shirley!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Shirley,não diga que é um poema sem nexo,vejo muita poesia nele.
bjs e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

eduardo maria nunes disse...

O seu lindo poema,
Não está carente de poesia não
Sonhando deitada na cama
Descansa o seu coração!

Bom fim de semana para você,
amiga Shirley, um beijo.
Eduardo.

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Shirley...a poesia está no ser de quem a compõe, presa em seu peito e na doçura da chuva que cai
olha pelo seu olhar e apenas paira absoluta.Aproveite!
Um abraço

Fábio Murilo disse...

Incrível! Compus um poema parecido Shirley, e no final levantei a mesma questão. "Lutar com palavras é a luta mais vã. Entanto lutamos mal rompe a manhã". Diz sabiamente Drummond.

Maria Ferreira N. Vechi disse...

Suas palavras são sempre cheias de sabedoria.
Bjs,um ótimo final de semana!!

JAIRCLOPES disse...

O outro lado

Porque nem sempre a vida é justa
Há mais coisas da janela prá fora
Do que acreditar nelas nos custa
De quanto a pura razão implora.

A chuva Confunde os neurônios
Que outra coisa não é que pingos
Então traz a tona seus demônios
Numa alegre tarde de domingo.

Vocábulos ávidos na sua caneta
Completos de metáforas insanas
Ainda que à deriva nos remeta
Inventam cacófatos bem bacanas.

Então nestes poemas de opereta
Ocultam-se conotações sacanas.

Arione Torres disse...

Oi amiga, essa poesia sem nexo?
Imagine! Lindo como sempre!
Esse blog exala o cheiro de poesia1
Beijos e tenha um ótimo final de semana!!

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia Shirley.
Bom fim de semana.

Araan disse...

Bela poesia
Feliz final de semana
Beijos

Dorli disse...

Oi Shirley

Vou parar de fazer poesias rimadas.kkk
Adorei
Beijos
Lua Singular

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Simplesmente fabuloso, adorei.

Tenha um optimo Domingo

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Rita Sperchi disse...

Uma poesia maravilhosa
e vc sempre escrevendo com a alma
parabéns amiga adoro ler

ღღ¸╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿¸.•*
Tenha um domingo feliz
bjusss
Rita!!!

teca disse...

Pingos de chuva que emanam inspiração...

Bom domingo!
Beijo.

Clau disse...

Oi Shirley!
Achei o poema bonito, com nexo e inspirado...
Bjs \o/

gota de vidro disse...


De modo algum há carência de poesia pois ela circula nas tuas veias e tu sabes exprimi-la magnificamente.

Bjinho da gota e boa semana

Denise disse...

Shirley, imagine se tivesse poesia, então... Seus poemas são sempre repletos de poesia.
Obrigada pela dica. Muita paz!

heretico disse...

sem poesia? não creio...

em qualquer caso muito sugestivo - o quadro descrito. e tu no centro...

beijo

Maria Rodrigues disse...

Shirley está enganada pois este poema está pleno de poesia.
Beijinhos
Maria

O Sibarita disse...

Ô é assim, é dona moça? kkkkk

Então, este poema é um poema carente, ômodeu! kkkkk

Na realidade, um poema porreta, cheio de pormenores, oi que bom! kkkk

O Sibarita

Cidinha disse...

Olá, Shirley. há sempre muita poesia em tudo que e3screves, por sinal belas. Adorei!! Bjos e uma linda semana.

Arnaldo Leles disse...

Querida Shirley, bonan tagon!

Não sei se você já notou mas,
é recomendável por um linck no blog, assim facilitaria a entrada dos leitores. Do jeito como está não há um portal de entrada no seu perfil.
Não é difícil fazer isso.
Abraço! Leles

Nilson Barcelli disse...

Este poema, pode até estar carente de poesia, mas é poesia.
Eu gostei, é magnífico.
Shirley, tem uma boa semana.
Beijos.

O Árabe disse...

Sem nexo, Shirley? Carente de poesia? Taí... não concordamos! :) Gostei muito, boa semana.

Elisabete disse...

Desculpe mas não está nada carente de poesia.
Bjs

POETA CIGANO disse...


Minha querida amiga e poetisa Shirley !!!

O meu Blogue mudou de nome por
Diversos motivos e passou a se chamar:

http://centelhaspoeticas.blogspot.com
“Meus Sonhos e Devaneios Poéticos”

Passando para retribuir a sua visita.Perdoa- Me o atraso, pois estava e ainda estou com
Alguns problemas com meu PC.
Mais um belíssimo Poema digno
de uma maravilhosa poetisa como você. Sou seu Fã.
Que você tenha uma semana maravilhosa, Com muita luz em seus caminhos.

Beijos de luz

POETA CIGANO – 07/04/2014

Ilca disse...

Olá amiga,
Também não concordo...
Belo, perfeito e muito bem inspirado este seu poema.
Parabéns!
Linda semana!
Beijo.

manuela barroso disse...

Pode ser a sonolência que impediu de verificar quanta beleza poética entrou por essa janela!
Bjis shirley

Carla Ceres disse...

Oi, Shirley! Um viva pro contrassenso! Vejo poesia de sobra nesse poema. Valeu a dica sobre os comentários. Beijos!

Vera Lúcia disse...


rsrsrsrs...
Você é demais, amiga!
Não há falta de nexo nem de poesia nesse poema e nele sobra criatividade e bom humor.

Adorei!

Beijão.

Lourdinha Vilela disse...

brincas com as palavras e a poesia está aqui sim, brincando de esconde-esconde.
bjs.

Nal Pontes disse...

Lindo o seu cantinho aqui. Agradeço seu encanto no meu cantinho. bjss

Anderson Lopes disse...

O seu poema sem nexo para mim faz todo sentido!

Claudio Chamun disse...

Se está carente, imagina se não estivesse.

Bjs

Jorge Sader Filho disse...

Vim agradecer sua visita e comentário. Além da poesia, encontro um blog bem cuidado, uma colega escritora e uma bela mulher.

Carinho.
Jorge

ONG ALERTA disse...

Mas cheio de magia, beijo Lisette.

ValeriaC disse...

Pode até te parecer sem nexo, sem poesia... mas aos meus olhos, seus versos estão brilhantes...
Beijos e bom final de semana, amiga,
Valéria

Emília Pinto disse...

A vida quer que a cada dia que nos dá façamos dele um poema; dá-nos as letras...dá-nos as palavras...as silabas; dá-nos mesmo metáforas...hiperboles, um grande número de figuras de estilo para que o poema sais belo. Mas há dias em que a nossa alma está inquieta...o coração triste e os " pingos de chuva martelam " todo o nosso cérebro, alagam o nosso coração, humedecem a nossa alma. Claro que pegamos no papel, na caneta, pois sabemos que temos de escrever alguma coisa; a vida assim o exige, a página não pode ficar em branco; saiem uns versinhos, às vezes só o 1º, mas quando conseguimos uma quadra...um terceto, pelo menos já ficamos satisfeitas, mas...vamos reler e chega a desilusão; falta-lhes poesia, poesia que a vida quer que coloquemos nos nossos dias.Mas... amanhã é um novo dia, um dia que tem que ser escrito noutra página da vida e quem sabe, não saírá um belo poema pleno de poesia,de preferência composto de versos de amor? Gostei muito, amiga. Obrigada.
Beijinhos e um bom fim de semana
Emília

Carlos Hamilton disse...

Rss Uau.... Divino.

Abraços

tesco disse...

Com o cérebro torturado pelas letras
reluta em compor novo poema,
a poeta cansada e sonolenta,
pois ressente a intensa agonia,
A musa força-lhe a mão, entanto,
e ela escreve automaticamente.
Não vê que, por hábito, inconsciente,
derrama no papel, um hábil canto,
excelente fragmento de poesia!

Beijos.

Toninho disse...

Até quando não pensamos haver poesia, ela brota em meio às palavras que por si se encantam nesta fim.
E deixe que elas cumpram seu papel, em todas as figuras e sons.
Tudo normal no link comentário amiga.
Meu terno abraço.
Muito bom fazer um giro por aqui e aprender mais.
Beijo de paz amiga e bela semana a voce.