CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

12 de abril de 2014

É CHEGADA A HORA


Ares de forasteiro
imprevisível
vento rumor pecado
a se esgueirar na pele
a rondar a mente desprotegida.
Como fugir de intenção selvagem
que agrilhoa os sentidos
e ameaça a integridade do existir...
Casa vazia
tristeza faz morada
cenário obscuro dor agonia...
Se já não me queres
deixa-me ir embora
assina logo a minha carta de alforria.


Shirley Brunelli Crestana

45 COMENTE AQUI:

✿ chica disse...

Intenso poema e pedido ao final! beijos,lindo fds! chica

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Hola mi buena amiga Shirley, ya he regresado de mi retiro cuaresmal y paso a leerla.
No sé si en su poema Ares es el dios de la guerra, de la violencia y la mente se halla amenazada con sentimientos no deseados. La lucha es intensa cuando nos abordan alma y mente, pero hay que huir como se pueda de esa tentación.
Un abrazo
Sor.Cecilia

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Shirley.. a única hora que eu espero é a hora de ver mais e mais seres humanos despertos.. só assim sublimaremos certas situações das nossas vidas bjs de bom dia

Nádia Santos disse...

Que maravilha, lindo! Um bj querida.

José Carlos Sant Anna disse...

Essa metáfora do eu é fortíssima; este olhar de constatação de uma realidade em volta. Sem ira, sem pranto raivoso, sem revolta. E haja alforria. Uma bela dicção.
Beijo, caríssima Shirley!

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde
Simplesmente maravilhoso.



Bom fim de semana.

Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

eduardo maria nunes disse...

Chegada a hora!
faz favor de dizer
Por favor sem demora
Continua a escrever!

Os teus lindos olhos ver!
Quero ler os teus poemas
O que mais gosto de fazer
Nas tarde e noites amenas!

Para você amiga Shirley, desejo bom fim de semana, um beijo.
Eduardo.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo poetar amiga Shirley.
Adorei.
Bjs e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

Laura Santos disse...

Um belo poema do concreto, Shirley.
Chegam com ares sedutores, tomam conta de tudo, e depois de se apoderarem do coração, depositam-no a um canto, mas sem querer deixar ir... Acontece tanto!
xx

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Shirley...para ficar tem que estar inteiro...O mundo, vasto mundo,
cria e recria a todo instante.
Um abraço

heretico disse...

doce cativeiro...

belo poema. adorei

beijo

Araan disse...

Belo poema
Feliz fim de semana
beijinhos
http:blogaraan.blogspot.com.br

Ingrid disse...

maravilhoso querida!...
beijos e um ótimo domingo.

MARILENE disse...

Há correntes visíveis e outras impostas por comportamentos. Ambas ameaçam, de fato, a integridade. Melhor desfazer os laços, ainda que dolorosamente. Bjs.

Ricardo- águialivre disse...

Intenso, profundo, vontade de gritar o amor que existe no coração

Desejo um Domingo feliz
********************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

António Jesus Batalha disse...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns,
também agradeço por partilhar o seu saber, se achar que merece a pena visitar o Peregrino E Servo,também se achar que mereço e se o desejar faça parte dos meus amigos virtuais faça-o de maneira a que possa encontrar o seu blog,irei seguir também o seu blog.
Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
Sou António Batalha.

Carlos Hamilton disse...

Uau que maravilha....

Uma excelente semana para ti, Shirley.

Abraços

ONG ALERTA disse...

Muito lindo, beijo Lisette.

Vera Lúcia disse...


Olá querida Shirley,

Quando um querer se mostra destrutivo é melhor mesmo desistir, dispensando-se até a carta de alforria (que alguns nem dão por mero egoísmo ou vaidade).
Mas será que essa carta de alforria é mesmo desejada?rs.

Beijão.

teca disse...

É isso! Ficar com intensidade... ou sair com dignidade.

Beijo.

AC disse...

Um grito, cabeça levantada, a dignidade passa por aqui...
Muito bem, Shirley!

Beijo :)

O Árabe disse...

Lúdico e belo, Shirley. Intensamente lúdico! Boa semana, amiga.

Carla Ceres disse...

Foge pro quilombo e cai no samba, Shirley! Ninguém merece viver agrilhoado ao vazio. Beijos!

Alma Inquieta disse...

Olá Shirley.

É isso mesmo, ficar com intensidade ou sair com dignidade. Belo lema de vida!
Obrigada pela visita.
Vim retribuir e que agradável surpresa!
Se me permite, já sigo o seu blog para não perder as suas publicações.

Um beijo desde a cidade do Porto e votos de uma Santa Páscoa.

Claudio Chamun disse...

Acho que neste caso a carta de alforria deveria ser assinada pela gente mesmo.
Belo!

Bjs

manuela barroso disse...

Olá Shirley , as palavras podem esgueirar se no vento mas geometricente na sua poesia
Beijinhos

Fábio Murilo disse...

Adoro seus poemas Shirley, precisos e elegantes. Pode de síntese incrível e facilidade em elaborar imagens.

Almma disse...

Olá, Shirley... Tão pontual teu poema. Às vezes não temos coragem mas sabemos o que fazer para nos libertarmos. Pena que deixemos na mão do outro nossa alforria. Bom ler isso. Obrigada. Beijo.

Arnaldo Leles disse...

SHIRLEY:
O QUE FAZES ACORDADA?
NÃO GOSTAS DE SONHAR?


Rita Sperchi disse...

Uau e que boa pedida essa
Assine minha carta de alforria
Bem profundo, e mais uma vez vou te elogiar ameiii

Passando para deixar meu bom dia de chuva

Bjusss

╭•⊰✿¸.•* Rita!!

Smareis disse...

Oi Shirley!
Boa noite!
Belo seu poema.
Por vezes é difícil fugir,melhor ficar do que ir... São tantos casos assim.
Desejo uma excelente páscoa a você e todos os teus.
Um abraço com carinho!
Ótima semana!

Lilá(s) disse...

Mais um belo e profundo poema!
Venho desejar Boa Páscoa.
Bjs

O Sibarita disse...

Ô moça retadinha! kkkkkkk

Claro que sim. Sua alforria estáa liberada, repare... kkkkkkkkkkkkk

Um belo poema lúdico!

O Sibarita

Maria Ferreira N. Vechi disse...

Olá Shirley.
Gosto de ver como coloca as palavras e deixa um belo texto.
Bjs

Braulio Pereira disse...

belo poetar intenso.. profundo gostei de lerte e relerte.

Amei

boa Páscoa

beijos.

Vera Lúcia disse...


Olá Keridoka,

Brigadim pela visita, sempre amável.

Deixo, desde já, meus votos para uma linda e abençoada Páscoa.

Beijão.

Dorli disse...

Oi Shirley,

Que maravilha!
Quando se faz necessário precisamos da nossa carta de alforria.
Feliz páscoa para toda sua família!
Beijos
Lua Singulaar

Rita Sperchi disse...

Bom final de semana
Com uma Páscoa cheinha de alegria
bjuss e bom feriado

Rita!!!

Maria Emilia Moreira disse...

Olá amiga! Um belo poema com um assunto sempre actual. O conquistador, vaidoso ...e a conquistada que se sente infeliz.
Uma doce Páscoa.Beijos.

ONG ALERTA disse...

Liberdade...
Feliz Páscoa beijo Lisette.

Evanir disse...

Páscoa, momento de união, de parar para refletir,
de ver a vida diferente, de ver gente como a gente.
A Páscoa vem trazendo uma mensagem de paz, esperança e amor.
Feliz Páscoa.
Um carinhoso beijo lotadinho de saudades,
Evanir.

Lourdinha Vilela disse...

Tão Real. Belíssimo!!
bjs.

Toninho disse...

Que as asas estejam sempre livres.
Que os pés possam trilhar os caminhos,como nesta bela inspiração de sua nobre arte.
Parabéns Sheyla.
Um abração.

tesco disse...

A gana de posse que tem a espécie humana é responsável por esses paradoxos: Não demonstra mais amor, não tem interesse, no entanto, retém , como se pessoas fossem objetos.
Isso é abjeto!
Beijos.

Jorge Sader Filho disse...

Belo poema, site de bom gosto e linda poeta...