CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

5 de outubro de 2013

SEGURANÇA


A vida humana
insegura e precária
segue em seu primarismo
sem grandes impulsos evolutivos.
Engenheiros siderais
arquitetam planos 
para salvar o planeta...
Aqui onde moro
contrariando o costumeiro silêncio
e em meio às sensações físicas
o dia começou barulhento.
Selvática e agressiva retroescavadeira
parece gemer ao rasgar a terra
vigorosa betoneira gira sem descanso
metabolizando cimento pedra e cal
 enquanto eu
insignificante mortal e um tanto sapeca
coloco na alma vigas baldrame
para não deixar cair a peteca...



Shirley Brunelli Crestana

47 COMENTE AQUI:

✿ chica disse...

Não é a melhor maneira de iniciar nossos dias com uma retroescavadeira e seus barulhos...E não podemos deixar a peteca, nunquinha!! beijos,lindo fds! chica

Dorli disse...

Oi poetisa Shirley

Não suporto barulho algum de escavadeira então, sumo de perto.
Eu colocaria dois tampões nos ouvidos.kkk
Adorei
Beijos
Lua Singular

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Shirley.. uma patrola ainda vai rsrs na frente aqui de casa passa a Maria fumaça.. e pra piorar apita bem aqui na frente.. ng merece isso sim é barulho mas um dia ei de estar no meio do mato cercado pelo canto da passarada.. bjs lindo dia

José Carlos Sant Anna disse...

É isso: fazer do limão uma limonada; da retroescavadeira um belo poema como você o fez. Brincar com as palavras é também o que você faz.
beijos, Shirley!

JAIRCLOPES disse...

Limerique

Enquanto lá fora se faz com cimento
E construir é cotidiano evento
No íntimo da alma
A mente empalma
E manufatura-se com pensamento.

JAIRCLOPES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson Barcelli disse...

As agressões são uma praga que nos obrigam às mais variadas defesas.
Mas "colocar na alma vigas baldrame" só um grande poeta se lembraria...
Excelente poema, gostei muito mesmo.
Shirley, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Guaraciaba Perides disse...

Temo pelos passarinhos...que ainda fazem ninhos e cantam agora no acasalamento da primavera...o futuro dirá.
Um abraço

PERSEVERÂNÇA disse...

Silêncio!!!precisamos dos dois barulhos e silencio mas precisamos avaliar em qual dos dois a nossa necessiade pede no exato momento.
A vida é composta de muitas situações e devemos estar sempre prontos a procurar ter a melhor convivencia possivel tanto no silencio como no barulho.
Tem ua letra musical cantada por Rita Lee que fala mais ou menso assim: PARA PEDIR SILENCIO EU BERRO E PARA FAZER BARULHO EU MESMA FAÇO...
Deixo para você um abraço fraterno tranquilo, rsss
Nicinha

Rita disse...

Verdade amiga a gente vive no meio desse barulho infernal, mas nada melhor do que poetar para ficar no silencio que queremos bjusssss

Abraços de bom final de semana!!

└──●► ¸.·*Rita!!

Evanir disse...

A alegria de viver maior que podemos
demonstrar é quando nossa vida
esta de alguma forma atingida por algum problema
em nossas vidas.
Quanto tudo esta bem é fácil parece termos tudo
que nada desmorona ,
que estaremos sempre acima de tudo.
Eu tenho visto isso no longo da minha vida
a falta de despreparo para enfrentar
prováveis empecilhos .
A fé tem um poder enorme uma das maiores armas
nos da força e a certeza de
que nunca estaremos sozinhas.
Venho agradecer sua presença
e tenha certeza a verdadeira amizade
é um amor que o tempo não destrói.
Todos nós somos passivos de erro
e dignos de perdão.
Em minha postagem deixo um cainho
e uma alerta ,que acredito exponho
um grande amor por todos.
Um Domingo na paz e na luz.
Beijos carinhos e afagos na sua alma linda.
Evanir.
Amiga o barulho hoje é muito maior
daquilo que pode suportar até nosso sistema nervoso.

J Araújo disse...

É Shirley, verdade pura, inclusive Piracicaba teve um dos grandes desastres em obras, falo daqueles trabalhadores que morreram no Rio Piracicaba em uma grande obra viária.

Obrigado, volte sempre que puder.

Abraço

Severa Cabral(escritora) disse...

BOA NOITE AMIGA !
SEMPRE ME FASCINAS PELA ESCOLHA ...NO POETAR TUDO VALE...
TRAGO UM CONVITE ESPECIAL:
O BLOG MILAGRE DO POETA DANIEL ESTÁ COM UM LINDO POEMA NOMINAL DEDICADO A NOSSA AMIGA BLOGUEIRA CHICA .CONVIDO PARA UMA FORÇA E APOIO LENDO.
http://danielmilagre.blogspot.com.br/

ONG ALERTA disse...

As obras se fazem necessárias....
Beijo lisette

São disse...

Gaia necessita cada vez mais de protecção, até porque só assim os seres em evolução que nós somos poderemos conviver em paz entre nós e o Universo!

Bom domingo

may lu disse...

"coloco na alma vigas baldrame
para não deixar cair a peteca..." São nos piores momentos que nos reinventamos... É assim que vamos nos agregando ao sistema. Movimentos coreográficos... E seguimos dançando conforme a música.
Grande beijo!

Severa Cabral(escritora) disse...

AGRADECENDO SUA VISITA NO BLOG DO POETA DANIEL,TRAGO O DESEJO DE UM LINDO DIA DE DOMINGO.
FIQUEI FELIZ DEMAIS POR DAR UM ALÔ NA CHICA ...ELA MERECE !
E VC MERECE MEU CARINHO !

Milton Kennedy disse...

Oi Shirley, divertido o poema.
Obrigado pela passagem lá no blog Alfenas é coisa nossa.
Grande abraço.

O tempo das maçãs disse...

Gostei da forma como lida com o barulho, Shirley e ainda lhe rendeu um ótimo poema.

Beijinho.

O Árabe disse...

Que contraste às vezes, Shirley, entre o exterior e o que vai em nós! :) Boa semana.

Djalma CMF disse...

A luta diária do tal progresso que insiste em destruir tudo até a chegada do eminente fim. Lindo encanto poetisa, parabéns, beijos.

Carla Ceres disse...

rsrsrs Belo final! Me pegou de surpresa outra vez, Shirley. Beijos!

Claudio Chamun disse...

Que legal.
Conseguiste fazer poesia de uma dia a dia barulhento de uma obra.

Obrigado por ler e reler o "fome de você".

Já tem outra nova.

Bjs

Carlos Hamilton disse...

Você é Sensacional!

Te desejo uma semana esplendida.

Abraços

heretico disse...

muito bem - gostei muito!

beijo

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Mi querida amiga, hoy paso a decirle que mi blog cumple 4 años y me haría feliz tenerla a mi lado.
Gracias
Con ternura le dejo un beso.
Sor.Cecilia

Benno disse...

sou feito de matéria e de antimatéria
do mesmo jeito sou engenheiro e anti-engenheiro
aliás, todo engenheiro verdadeiro é

Paulo Cesar PC disse...

Shirley, um beijo no seu coração. É notório a intimidade que há entre você e a poesia. É muito bom poder ler suas publicações aqui e refletir sobre elas.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Shirley. Você fala do cotidiano e de você de uma forma bem interessante no poema.
É verdade, não serão as adversidades que nos farão parar, rs. Gosto do seu modo de escrever!
Tenha uma abençoada semana.
Beijos na alma e paz!

O Sibarita disse...

Pois é sua menina retada! kkkk

No seu poema/desabafo vc conseguiu expor as mazelas da maioria, com certeza, dos seus leitores no dia a dia das cidades.

Tudo em nome do progresso... E Zé povinho que se lenhe! kkkk

Ômodeu! kkk Eita mulher retada, é isso e vamos em frente... kkk

Beleza de creusa, oi que bom! kkkkk

O Sibarita

Bruxa disse...

Bela forma de dizer que o progresso nos assola dia-a-dia.
O barulhão substituindo o canto dos pássaros...

Abração e lindo dia.

Rita disse...

Hoje vim agradecer sua visita!!

Desejar sucesso sempre, e deixar uma frase que gosto muito!!!

A Verdadeira coragem é Ir Atrás De Seus Sonhos Mesmo Quando Todos Dizem Que Ele é Impossível.

( Cora Coralina )


Bjussss eternos!!

└──●► *Rita!!

S.A.D.E.FILIAL VILLA MARIA disse...

Muy interesante entrada, Coincido contigo. Un cordial abrazo

:.tossan© disse...

Maravilha de poema! Muito bem apanhado na alma! Eu gosto da sua poesia e suas perspectivas. Beijo

Vera Lúcia disse...


Olá queridoca,

Em primeiro lugar, mande um abraço para a sua prima Mara, que a trouxe até nós para nos encantar com suas inspirações e belos versos.

Isto posto (rsrsrs)....

Ninguém merece começar o dia ao som de uma retroescavadeira. Mas "colocar na alma vigas baldrame para não deixar cair a peteca..." só mesmo uma poetisa linda como você.
Quando se trata da nossa segurança temos que nos 'virar' para suportar os incômodos. O ideal seria que providências preventivas por quem de direito evitassem reparos tão desagradáveis.

Beijão.

Trocyn Bão disse...

Olá amiga Shirley
Não é tão bom começarmos nossos dias com barulhos do chamado " progresso "
com suas máquinas, ferramentas a todo vapor, porém lendo e despertando com suas linhas poéticas, com certeza poderemos ter dias de encanto, magia, pois ser poeta ( poetisa ) deve ser isso, sentir a beleza em meio a tanto barulho por estarmos " apenas " vivos
Abraços,
Trocyn Bão - Thiago

Fábio Murilo disse...

É a poesia urbana, cotidiana, poema concreto.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/


Carlos Rímolo ( Poeta Cigano ) disse...


Querida amiga e poetisa Shirley !!!

Senti-me honrado com mais uma sua presença Em minha Página. Passando para retribuir e deixar O meu Abraço e carinho.
Tudo isso e o preco do tal progresso. Fazer o que.
Um final de semana maravilhoso é o que desejo
Para você. Com muita paz, amor e, felicidade em
Seu coração. Que haja muita luz em seu caminho.
Beijos de luz !!!

POETA CIGANO – 10/10/2013

http://carlosrimolo.blogspot.com
“Poesias do Poeta Cigano”

Obs: Meu teclado está com problemas. Desculpe-me
Alguns erros por isso, ok? Está pulando letras, acentos.

Mateus Medina disse...

Se há uma tarefa que estamos falhando REDONDAMENTE, é salvar o planeta. Há muito fingimento e pouca ação efetiva.

bjos

Rodrigo Moura disse...

Como vai, Shirley?

Primeiramente gostaria de agradecer-lhe a visita em meu blog,
bem como o comentário em um dos meus poemas.
Parabéns ao teu blog, muito bons os teus poemas, gostei bastante.
No poema "Segurança" disseste uma grande verdade: o ser humano
não está suficientemente evoluído para preocupar-se com o nosso
planeta,estamos deixando nas mãos dos engenheiros
siderais nossa própria sobrevivência.
Um brande abraço

Marco Rocca disse...

Amei este poema... Existencialismo puro! Parabéns amiga e poetisa Shirley!

LUCIENE RROQUES disse...

Adorei, muito bom o poema! Linda essa frase: "

...coloco na alma vigas baldrame
para não deixar cair... "

Tenha um final de semana excelente!
Um grande abraço!

Dorli disse...

Boa tarde Shirley
Passando para agradecer o comentário e desejar-lhe uma bela noite.
Beijos
Lua Singular

Lourdinha Vilela disse...

Cultivando o bom humor,conseguimos suportar até os sons indesejáveis. Já que não podemos fugir dele.
Gostei,Um poema que parecia pesado e triste
de repente ficou leve e bem humorado.
bjs.

J Araújo disse...

Obrigado querida Shirley pelo comentario em meu blog e, dizer que ė uma honra em te-la como visitante. Como sempre inspirada! Linda poesia. Bj

Calu B. disse...

Grandes e barulhentos aprendizados acabam por nos confortar diante do tumulto provocado, não é Shirley?

Tenha um alinda noite por aí e mais silenciosa,rsrs...
Bjos,
Calu

tesco disse...

A reação de cada um é extremamente individual. Veja-se a reação da poetisa, de muito barulho e confusão, põe mais uma viga na alma, e extrai um lindo poema.
Direis: - Ah, essa tem alma de passarinho!
Sim, assim é. Porém é uma alma construída pouco a pouco, tem seus alicerces, mas as paredes foram se sedimentando com pedras colocadas por ela própria, com seu esforço é que se constrói. A ninguém é permitido pensar que ter alma de passarinho é coisa fácil!
Beijos.