CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

13 de outubro de 2012

INCONTROLAVELMENTE



Pensamentos indesejados fazem arruaça
diante das estrelas do céu de outubro.
Velhas lembranças fogem do exílio
inventam uma  coreografia sem nexo
e ousadas
dançam provocando a languidez da lua.
Minha alma ronda o vale da noite
e sensação  estranha aperta-me a garganta
ao sentir no sangue o calor das lágrimas
porque uma vez mais
repito um monólogo que ninguém ouve...


Shirley Brunelli Crestana

14 COMENTE AQUI:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Shyrlei, encontrei sedução e mistério neste belo poema.
Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Leila Brasil disse...

Shirley , pensamentos invasores insistem em nos mostrar coisas importantes . Querem a luz do dia e a imensidão
Reflexão caminha lindamente com a imagem ,Beijos

Arnoldo Pimentel disse...

Monólogo que será ouvido, mesmo que não saiba.Beijos.

Pedro Luis López Pérez disse...

Esos pensamientos indeseados que hacen hervir la sangre y mojan con lágrimas nuestro corazón.
Preciosa Poesía.
Un abrazo.

manuela barroso disse...

Imagem e poesia intensas e tão cheias de simbolismos!
Muito belo, Shirley

Beijinhos

Maria Rodrigues disse...

Nostálgico e belo poema. Há lembranças que é preferivel ficarem guardadas no exilio.
Beijinhos
Maria

Nilson Barcelli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson Barcelli disse...

Quando ninguém nos ouve, podemos falar mais baixo... para que nos ouçam de facto... ou, então, podemos ficar em silêncio, o que por vezes nem é mau...
Magnífico poema. Gostei muito das tuas palavras, como sempre.
Shirley, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Beijinhos.

Carla Ceres disse...

Também sou vítima de pensamentos amotinados, Shirley. Dá vontade de fazê-los caminhar na prancha. :) Lindo poema! Beijos!

Ingrid disse...

querida Shirley,
nosso pensar não tem rédeas..
nos levam neste turbilhão de emoções..
beijos..e uma bela semana.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Refletivo pensar...

Kellen Bittencourt disse...

Olá querida Shirley, mais um belo poema que nos encanta! Parabéns! bjooosss

ONG ALERTA disse...

Sempre belos poemas, beijo Lisette.

Fred Caju disse...

Ainda bem que a gente não pode controlar tudo. Seriam muitas responsabilidades, né?