CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

31 de julho de 2011

LIBERDADE


Quero ser
espírito mais que carne
primitiva
primeira
penumbra.
Quero ser ritualística
livre bandeira fatal
impulso seguro
luz no escuro
viajando no astral.


Shirley Brunelli Crestana

23 de julho de 2011

NOITE DE SÁBADO


Sábado imprevisível anoitece
rasgando definitivamente
os meus sonhos alucinados .
Emoções imprudentes
comprometem trilhões de células
e ainda assim
não tomo a decisão certa.
De que adianta
ler Neruda ou Pessoa
só quero  me esconder no Polo Sul
vendo uma nuvem estremecer
quando eu olhar o ceu azul.
A saudade  perde o rumo
simplesmente porque já não sou sua
e por isso
ando às tontas
sem ideias
tropeçando no silêncio hostil da rua...

Shirley Brunelli Crestana

17 de julho de 2011

INEVITÁVEL



Vasta e negra
a madrugada se apossa dos meus olhos.
Nenhum ponto de referência
nenhum objetivo
ninguém.
Não disfarço o hábito de ser só
nem escondo a mania
de tentar passar emoções a limpo
como se tudo estivesse acabado.
Sou o que sou...
malabarista
sobrevivente
fato consumado...

 

Shirley Brunelli Crestana

12 de julho de 2011

DESCRIÇÃO


Impetuoso chega o vento
vergando os galhos
 desalinhando os meus cabelos
teimando em ficar por perto...
A brisa manhosa
assusta-se e foge
ao cair folha seca
do altivo pé de açaí.
Minha alma trêmula
percebe a luz solar
encalhada nas nuvens
e  eu  perplexa
não consigo entender
o som da manhã...

Shirley Brunelli Crestana

7 de julho de 2011

VINHO SECO


O vinho
percorre caminhos inusitados
enfraquece a prudência
e mãos deslizam
nas curvas dos desejos
entre ilusões de cetim
num sonho desalinhado
pela urgência do querer.
Barcos sem leme
apressados e sedentos
zarpam antes das palavras
e quase inesperadamente
navegam rumo ao oceano
numa explosão
de cores e de espumas...

Shirley Brunelli Crestana

4 de julho de 2011

ENQUANTO VOCE NÃO VEM


Lembro você
e cada pensamento
é alegria que chega
movimento
espera
cheiro de terra
o rolar manso
    das águas do rio...

Shirley Brunelli Crestana