CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

30 de junho de 2011

DETERMINAÇÃO


O amor acabou
quando a lucidez rasgou os veus
que encobriam  meu olhar.
Voce dirá que esse vazio
nunca mais será preenchido
e o sabor do mel
jamais de novo sentido.
Eu sei.
Por algum tempo
existirá apenas
gosto amargo
veredito final
cruel
   fatal...

Shirley Brunelli Crestana

24 de junho de 2011

APOGEU


Como será
quando eu tiver trilhado
todos os caminhos
e vivido todas as vidas?
Quando eu não mais precisar
de grades de proteção
de atitudes ensaiadas
e desta carne emprestada?
Quando eu deixar de ser
o que as fraquezas fizeram de mim
e minha individualidade
minha essência
meu eu
eu tiver encontrado?
Então
como  será
quando eu deixar de ser um viageiro
para ser um recém chegado?
Shirley Brunelli Crestana

19 de junho de 2011

PLENITUDE


Ah! Como é bom
recostar na tua força
o cansaço da minha carne
e descobrir na tua paz
minha única guarida.
Como é bom ficar assim
sonegando o tempo
como barco que soçobrou
como corpo que perdeu a vida.
Shirley Brunelli Crestana

12 de junho de 2011

DEPOIS DO BANHO

Foto Shirley Brunelli Crestana
Saio do banho
e a cadeira de vime
espera-me ao relento
na grama orvalhada.
Aproximo-me dela
e o roupão branco desliza lentamente
nas linhas curvas de minhas inquietações.
O sol aquece os meus desejos
e seca-me a pele úmida
atiçando a sensualidade da manhã.
O vento melodioso
sussurra estranhas palavras
nos meus cabelos molhados
e enciumado rastreia
as atitudes ousadas do astro rei.
Rodopiando sem pudor
sem amarras
levanto os braços e recebo a luz do leste
agradecendo ao Criador
o azul do céu
e a paz que vagueia no horizonte.
Depois respiro fundo
sinto-me leve
forte
   pronta...
   para voce.


Shirley Brunelli Crestana

6 de junho de 2011

SEM PLATEIA

Esta noite estarei só
despojada de todos os medos.
Ninguém aqui entrará
nem a dor que bate
recostada à minha porta
nem a solidão
andarilha da noite alta.
Quero sozinha
ser o alvo
ser a festa
sem ensaio
sem motivo.
Apenas eu
cara lavada
corajosa
renascendo de mim mesma
como quem sabe o que quer
assim meio bicho meio gente
mas acima de tudo:
Mulher!

Shirley Brunelli Crestana

3 de junho de 2011

CIRCUNSTÂNCIA


Principal protagonista
do teu roteiro
parceira do teu furtivo jogo
fruto farto fresco
cúmplice confiante confidente
arremesso-me no desconhecido
entre unhas e punhais
de silêncio e culpa.
Violentando
a singular insensatez
que explode nos tímpanos
desfraldo a bandeira da decisão
e marcho em cores
apontando lanças
contra os pontos reticentes
de mim mesma.


Shirley Brunelli Crestana