CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

SINO DO VENTO

Nº DE ACESSOS DESDE 22/11/2010

contador de visitas

NEFERTITI

NEFERTITI

Amigos Caminhantes

POSTAGENS RECENTES

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS

KYPHI PARA ILUMINAR OS SONHOS
incenso egípcio

ASFALTO DAS HORAS RECEBEU O SELO DA VEJABLOG - OS MELHORES BLOGS DO BRASIL

ASFALTO DAS HORAS FAZ PARTE DOS MELHORES BLOGS CULTURAIS

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/
Obrigada por visitar e comentar as postagens

CADASTRE-SE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES NO SEU E-MAIL

Seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

7 de setembro de 2011

INSÔNIA


Nesse instante molhado
deslizo mansamente
para não te acordar.
Cai chuva poema
diagonal e distraída
brilhando nos olhos
arrepiando muros
compondo canções.
Em busca de porto seguro
pensamentos incoerentes
fogem pelas frestas
e flutuam lá fora
como borboletas de papel.
Sem solução
mil passos pisam
absurdos e leves
para não te acordar...

Shirley Brunelli Crestana

19 COMENTE AQUI:

Arnoldo Pimentel disse...

A insônia chega, entra pela janela, alguns poemas nascem e fogem pela abertura da janela.Beijos

✿ chica disse...

Uma insônia que deu bela inspiração! beijos,lindo feriadinho,chica

AC disse...

Quando a insónia se insinua poesia...

Beijo :)

edumanes disse...

No asfalto escaldante,
Muito andei para aqui chegar
Num ambiente "transpirante"
Andei à chuva sem me molhar!

Neste seu poema encontrei,
Amizade sem pensar
Com meus comentários continuarei
Enquanto tiver paciência para me aturar.

Desejo para si, minha amiga, uma linda tarde.
Um abraço
Eduardo.

cidinha disse...

Olá, Shirley. Belo poema! Maravilhosa inspiração. Tanta delicadeza e suavidade! Bjos com carinho e obrigada por nos proporcionar belos poemas!!

Ingrid disse...

linda amiga,
tua insônia nos brinda com tão lindos versos..
beijos de carinho..

Marly Bastos disse...

São nessas horas insones, que a poesia chega sem avisar, flutuando em nossa mente bem de mansinho e deixando esses versos que são pura doçura e encanto, e já na mesma hora que chega, já se põe a correr.
Beijokas doces

Carla Fernanda disse...

Shirley querida, o amor é tão leve que dorme ainda em alguns corações que cochilam ao barulho da chuva dos beijos que jorram das palavras ...
Lindo!
Beijos,
Carla

Ivana disse...

Shirley,
Uma insônia que cuida, que se preocupa, que faz versos de um lindo poema. Bons sonos, pessoa amiga, bjs

Everson Russo disse...

Um delicado sereno e terno momento de amor...beijos de bom dia pra ti.

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Especialmente hoje eu vim agradecer o seu carinho e apoio ao meu trabalho!
Muito Obrigado de todo o coração!
Abraço muito amigo!
Maria Alice

Anne Lieri disse...

Shirley,que bela poesia de amor!Com a insonia,vem a inspiração para esses lindos versos que adorei ler!Bjs,

Will disse...

Shirley,
Teus versos sublimam emoções adormecidas e colore sentimentos despotados.
És uma pintora dos caracteres da alma.
Abraço de admiração!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Shirley
Um poema, quase uma canção, repleto de leveza e sensibilidade. Amei.
Bjux

Cida disse...

Uau!!!
Mas quem sabe "ele" não gostaria de ser acordado?... ;-)

Menina bonita, você me deixou super feliz com as palavras tão doces deixadas lá no meu cantinho, por ocasião do meu niver.
Deus lhe pague! :)

Desejo a você, um final de semana encantador, e repleto de inspiração.

Beijos fra[ternos],

Cid@

Djalma CMF disse...

A insônia costuma ser perturbadora, mas a sua é um encanto, amei. Parabéns poetisa, bjos.

Carla Ceres disse...

Oi, Shirley! Gostei dos muros arrepiados. Devem ser muros com hera. Adoram uma chuvinha. Beijos!

Fred Caju disse...

Versos para tirar o sono!

Cleia disse...

Lindo, lindo...